conecte-se conosco

Coronavírus

Matinhos também adotará barreira sanitária para conter Covid-19

Agentes do município só permitirão entrada de moradores e trabalhadores até o domingo, 6

Publicado

em

Na tarde da quarta-feira, 2, a Prefeitura de Matinhos informou que seguirá determinação adotada pela Associação Municipal dos Municípios do Litoral do Paraná (Amlipa) e reforçará a adoção de barreira sanitária para conter o avanço da Covid-19 no município. Agentes da administração municipal estarão na barreira localizada na BR-277, entre os KM-11 e KM-12, a partir das 6h da manhã da quinta-feira, 3, reforçando a fiscalização, sendo somente permitida a entrada de moradores e trabalhadores que atuam em Matinhos. 

“A administração municipal irá enviar agentes para a barreira montada na BR-277, a partir das 6 horas da manhã desta quinta-feira, 3. Sendo assim, somente poderão acessar à cidade moradores, trabalhadores e prestadores de serviço. Por isso, é necessária a posse de documentos que comprovem a residência ou a necessidade de adentrar ao município”, afirma a Prefeitura, em nota.

“O objetivo é conter o avanço da pandemia da Covid-19 em Matinhos e restringir a chegada de visitantes”, informa a assessoria. De acordo com o município, a barreira sanitária para acesso a Matinhos seguirá vigente até o domingo, 6.

Barreiras em todo o  litoral

Desde a quarta-feira, 2, véspera do feriado de Corpus Christi, os municípios do litoral retomaram a adoção de barreiras sanitárias que deverão funcionar até o domingo, 6, segundo a Amlipa. A associação obteve vitória judicial junto à Justiça Federal, mantendo o direito de implantar as barreiras para conter a pandemia. Na decisão, ficou determinado também que as concessionárias do pedágio devem comunicar aos usuários a existência das barreiras.

As barreiras sanitárias foram instaladas em três pontos. Em Paranaguá, a barreira fica na BR-277, entre os quilômetros 11 e 12. Em Pontal do Paraná, a barreira está instalada na PR-407, no km 16, e em Guaratuba, os motoristas vão se deparar com a barreira na PR-412, próximo à Polícia Rodoviária e outra no km 39, em frente à Escola Municipal Iraci Miranda Kruger.

Foto: Amlipa