Connect with us

Coronavírus

Mais 11 denúncias de “fura-filas” da vacinação contra Covid-19 são registradas no litoral

20 casos suspeitos foram contabilizados pela CGE no litoral até a quinta-feira, 18 (Foto: Jonathan Campos – AEN)

Publicado

em

Mais 11 denúncias de “fura-filas” da vacinação contra Covid-19 são registradas no litoral

Casos suspeitos foram contabilizados nos últimos sete dias

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) divulgou que o litoral do Paraná contabilizou mais 11 denúncias de possíveis “fura-filas” da vacinação nos últimos sete dias. Os dados foram divulgados na quinta-feira, 18, e os novos casos suspeitos estão sendo apurados em Matinhos (4), Guaratuba (4), Guaraqueçaba (1), Paranaguá (1), assim como o primeiro registrado em Pontal do Paraná desde o início da divulgação dos possíveis atos ilícitos na imunização no Paraná. As possíveis irregularidades estão sendo apuradas pelo CGE.

No litoral do Estado, até a quinta-feira, 18, vinte suspeitas de pessoas que furaram a fila foram registradas: em Matinhos (6), Paranaguá (5), Guaratuba (5), Guaraqueçaba (2), Antonina (1) e Pontal do Paraná (1). Em todo o Paraná, 453 denúncias foram contabilizadas, 246 a mais do que na última semana. De acordo com o CGE, as informações contam, inclusive, com imagens anexas que comprovam a situação. “As informações numéricas, protegendo a identidade dos suspeitos, relativas às denúncias recebidas nas 22 Regionais de Saúde do Paraná, passarão a ser divulgadas na página Paraná sem Fura-Fila, no portal www.coronavirus.pr.gov.br, na área destinada à Vacinação, em que também será possível registrar denúncias”, detalha.

Atuação do CGE

Segundo a Controladoria, uma equipe que faz parte da CGE Itinerante está percorrendo municípios em todo o Paraná e, nesta semana, 23 cidades de nove Regionais de Saúde, com o objetivo de dar mais segurança ao processo de vacinação contra a Covid-19. “A atividade se soma ao registro de denúncias de “fura-filas” e ao cruzamento de dados de registros. O objetivo do Governo do Estado e de órgãos de controle externo é garantir o cumprimento do Plano Estadual de Imunização. Por meio de entrevistas com responsáveis da área, a equipe da CGE Itinerante confere o recebimento das doses e se o município segue plano de imunização. Foram cerca de 3 mil quilômetros rodados e visitadas a administração de nove regionais de saúde”, informa a assessoria.

“Nosso trabalho é de parceria com as prefeituras. O Governo Estadual tem responsabilidade até a entrega da vacina ao município, porém, queremos, com a CGE Itinerante, garantir que o processo seja idôneo e ético”, afirmou Raul Siqueira, controlador-geral do Estado.

Segundo o controlador-geral, apesar das visitas não terem caráter de fiscalização, elas são importantes para mostrar que o Estado se preocupa com a destinação das vacinas encaminhadas pela Secretaria de Estado da Saúde. “A vacina é um bem social e cabe ao Governo cuidar para que seja adequadamente empregada. Por isso, trabalhamos em parceria com a Secretaria da Saúde”, completa.

Prefeituras colaboram com a apuração do CGE

Segundo o CGE, a equipe que visita os municípios é formada por servidores das coordenadorias de Ouvidoria e de Transparência e Controle Social que visitam os municípios paranaenses que concentram maior número de denúncias de “fura-filas”. “Perguntamos se houve ocorrência de imprevistos ou problemas na recepção das doses. Conferimos documentos e nos colocamos à disposição para ajudar o município a monitorar a vacinação”, explica Cristiano Pereira, membro do Controle Social.

A CGE destacou que as prefeituras estão colaborando com o levantamento. “Mostramos que estamos lá para colaborar. Caso seja informada alguma denúncia, também encaminhamos para que seja investigada. O importante é garantir o processo íntegro”, explica Ricardo Humberto, servidor da Ouvidoria, que também destacou que os servidores dos municípios e gestores estão sendo receptivos ao trabalho e disse que as pessoas estão sendo bem receptivas ao trabalho da Controladoria-Geral.

Como denunciar

“A CGE colocou a estrutura da Ouvidoria-Geral para recepcionar informações de pessoas que não tenham respeitado os grupos prioritários de vacinação. A coordenadoria de Transparência e Controle Social, em parceria com a Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, publica diariamente o número de registros por cidade no site www.coronavirus.pr.gov.br, na aba Vacinação. Ali também é possível fazer a denúncia e anexar documentos e fotos”, informa.

“O cidadão pode fazer a denúncia pelos telefones 0800 041 1113 e (41) 3883-4014, que atende pelo aplicativo WhatsApp. Pela Internet, há um botão específico no portal www.coronavirus.pr.gov.br , mas também é possível registrar a manifestação no site da CGE (www.cge.pr.gov.br), na aba Ouvidoria. Se preferir usar e-mail o denunciante deve enviar o material para [email protected]”, explica a CGE.

Segundo a assessoria, as denúncias são encaminhadas ao Ministério Público do Paraná (MPPR), que tem competência para acionar prefeituras, se for o caso. “A CGE e o MP estadual fazem parte da Rede de Controle, junto ao Tribunal de Contas do Estado, com apoio do MP Federal e do Tribunal de Contas da União. A força-tarefa foi formada para identificar e punir quem não respeita a ordem de vacinação e fiscalizar o cumprimento do plano de imunização estadual, que está atrelado ao plano nacional”, finaliza a CGE.

Com informações da CGE

Leia também: Projeto pretende isentar de pagamento quem se vacinar contra Covid-19

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.