conecte-se conosco

Coronavírus

Guaratuba anuncia medidas para conter avanço da Ômicron e pode cancelar Carnaval de rua

Prefeito ressalta que município não registra mortes há três meses

Publicado

em

Foto: Arquivo

Após reunião realizada na noite da segunda-feira, 10, entre gestores dos sete municípios do litoral e o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, em vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, junto ao secretário municipal de Saúde, Gabriel Modesto, destacou que a pasta receberá reforço neste momento em que o Paraná vive, com aumento de casos da Covid-19 em plena temporada e epidemia da Influenza H3N2. Mais medicamentos e vacinas serão enviadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) ao município que, além da população, conta com circulação alta de turistas neste período de verão. Além disso, o prefeito afirmou que o Carnaval em Guaratuba em 2022 possivelmente será cancelado devido ao crescimento de diagnósticos do Coronavírus com a nova variante Ômicron.

“É de conhecimento de todos que os números de Covid saltaram bastante, assim como da Gripe H3N2, e ainda tivemos aqui em Guaratuba os casos de outros vírus intestinais. Levamos para o secretário a preocupação da pressão da demanda dos nossos equipamentos de saúde. Guaratuba é uma cidade que hoje conta com 300 mil pessoas morando aqui no período de verão e muitas delas estão procurando nossos postos de saúde e Pronto Socorro, o que tem sobrecarregado nosso serviço. Isso acontece também em outras cidades do litoral”, afirma o prefeito. 

Segundo Justus, o secretário Beto Preto repassou em reunião um compromisso do governador Ratinho Júnior em mandar mais insumos, bem como contratar mais médicos e enviar mais medicamentos para prestar atendimento à população. “Ouvimos do secretário Beto Preto que a situação que estamos vivendo da Covid é diferente do que nós vivemos no ano passado. Porque lá, os critérios que nós adotamos para tomar as medidas de prevenção e de contenção eram basicamente número de casos confirmados, mortes e percentual de leitos ocupados. Hoje nós não temos um acréscimo no número de óbitos, Guaratuba está há cerca de três meses sem óbitos, e nós não temos um aumento na ocupação de leitos Covid no estado do Paraná. Guaratuba não tem ninguém internado em leitos para Covid”, salienta.

O prefeito afirma que a situação atual é de saber como lidar com o aumento significativo de casos que estão sendo confirmados da Covid-19. “O secretário afirmou para todos nós que não há espaço para aquelas restrições em função da lotação. Não há mais espaço para barreiras sanitárias, até porque as pessoas não estão apresentando sintomas graves ou nem mesmo estão apresentando sintomas muitas vezes, o que impede uma adesão maior para as medidas restritivas mais drásticas”, explica.

Carnaval

“Essas situações todas serão levadas para o nosso Comitê de Crise da pandemia. Esse posicionamento do Governo do Estado vai ser levado para o Comitê, que vai se reunir no dia 21 de janeiro, e vai deliberar sobre a realização do Carnaval de rua, a autorização para a realização de eventos particulares de Carnaval, entre outras situações que vão acontecendo ao longo dos dias. Há discussões sobre decretação de feriado e tantas outras situações”, explica o gestor.

“Eu quero deixar aqui já claro o meu posicionamento no sentido de não realizar o Carnaval de rua. De resto, eu ainda preciso conversar, entender um pouco qual é o entendimento da Vigilância Sanitária e dos demais órgãos de saúde para ter uma posição definida. Mas em relação ao Carnaval, a minha posição é essa, eu não voto no Comitê da Pandemia, mas vamos passar isso para eles e, com certeza, o comitê que é composto por representantes de toda a sociedade civil e do Poder Público vai decidir da melhor forma possível”, afirma Roberto Justus.

Aumento de casos deverá ocorrer nas próximas três semanas

Justus afirma que a Sesa repassou que deverá haver uma continuidade no aumento de casos da Covid-19 no litoral e em Guaratuba nas próximas três semanas. “É possível que haja um acréscimo nos casos mais graves, de alta e média gravidade, mas é algo que não se há como bater o martelo e não é garantido, mas estamos monitorando isso”, explica. “Estamos monitorando toda esta situação. Importante lembrar que os três municípios com maior número de confirmações são os municípios que mais receberam pessoas para a temporada de verão. São os municípios com praias: Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná”, completa.

“Interessante que hoje (terça-feira, 11) confirmamos cerca de 100 casos de Covid-19 em Guaratuba, em Pontal mais de 140 casos e Matinhos perto de 30 casos, o que mostra que não há uma relação direta com a realização da festa do Réveillon, na medida em que Pontal não fez o evento de Réveillon e confirmou 140 hoje e Matinhos, que fez inclusive com trios-elétricos na avenida, confirmou 30”, ressalta Justus.

Para o prefeito, “o vínculo está mais diretamente ligado ao grande fluxo de pessoas que têm frequentado a praia, os supermercados, os restaurantes, que estão promovendo encontros em piscinas, festas, churrascos em casa, clubes, marinas e iates. É esse o grande elemento que está disseminando o vírus na nossa cidade, mas em uma situação diferente, uma vez que não estamos recebendo uma sobrecarga nos leitos especiais para a Covid-19 e também, graças a Deus, não estamos enfrentando problemas de óbito”, complementa. 

“Tudo isso será avaliado no próximo dia 21 e anunciado para todos. É importante essa manifestação para deixarmos claro que estamos monitorando, estamos preocupados e ouvindo todos os técnicos envolvidos no assunto, para que isso seja deliberado com o maior número de informações e segurança possível”, finaliza Roberto Justus.

Confira vídeo do prefeito explicando a situação da pandemia em Guaratuba: