conecte-se conosco

Coronavírus

Após um ano e dois meses, Estação Ferroviária deixa de ser local de vacinação

Local vacinou cerca de 85% da população parnanguara contra a Covid-19

Publicado

em

Um dos principais cartões-postais do Paraná, com 137 anos de história, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Estação Ferroviária de Paranaguá encerrou na tarde de segunda-feira, 4, os serviços de saúde prestados no local no combate à pandemia do novo Coronavírus.

Após um ano e dois meses como ponto central de referência para a vacinação contra a Covid-19 e com cerca de 85% da população vacinada, a aplicação das doses de todas as etapas da vacinação foi descentralizada para regiões de Paranaguá em unidades de saúde estrategicamente escolhidas para atender a esse serviço.

“Uma sensação de dever cumprido. Acho que vamos viver essa vacinação para sempre, mas eu estou muito feliz, pois nós combatemos essa pandemia com unhas e dentes. Quando chegou a vacina há mais de um ano, nós fizemos a nossa parte aqui na Estação Ferroviária com toda nossa equipe de trabalho, nossos colaboradores, àqueles que se dedicaram no dia a dia, deixando até suas famílias de lado para vir aqui no sol, chuva e de madrugada. Teve dia que nós saímos daqui da Estação com 12 horas de trabalho, saímos às 4h da manhã e tivemos que voltar às 8h da manhã.  Nós batemos um recorde de vacinar em um único dia mais de 10 mil pessoas aqui neste local”, destacou o prefeito  Marcelo Roque.

Desde o dia 5 de fevereiro de 2021, o prédio histórico se tornou o símbolo da imunização na cidade, recebendo pessoas de todas as idades que buscavam a dose de esperança. Durante esse período, o local também foi popularmente denominado de “Estação da Fé”.

“Na nossa equipe da vacinação na Estação Ferroviária tivemos os verdadeiros heróis, pessoas guerreiras que trabalharam com muito afinco, dedicação e amor ao próximo”, contou a secretária municipal de Governo e coordenadora da vacinação na Estação Ferroviária, Luciana Costa

A secretária municipal de Governo e coordenadora da vacinação na Estação Ferroviária, Luciana Costa, contou como foi esse período de trabalho em um momento difícil da pandemia. “O local foi o ideal para poder atender a população com maior comodidade, conforto, o espaço físico da Estação sugeriria isso. Aqui a gente viveu momentos muito importantes para a nossa cidade, foram dias muito difíceis, pois a gente lutava contra o desconhecido, ninguém sabia muita coisa e toda equipe veio para a linha de frente aqui na vacinação. Travamos uma verdadeira batalha em favor da vida. Mais que um trabalho, a gente buscou salvar vidas, foi com esse sentimento que a gente veio para cá. Por isso, eu não canso de agradecer a nossa equipe de vacinação da Estação Ferroviária que foram verdadeiros heróis, foram pessoas guerreiras que vieram trabalhar com muito afinco, dedicação e amor ao próximo”, relatou.

Na solenidade de encerramento das atividades de saúde no espaço, os servidores municipais e os voluntários que trabalharam no local desde o início da vacinação até o último dia de atendimento na Estação marcaram presença e celebraram o momento.

Ao todo, foram cerca de 400 pessoas envolvidas na vacinação, entre servidores municipais e voluntários que dispuseram tempo e dedicação para formar forças-tarefas durante o período de funcionamento do local.

A vacinação continuará e é fundamental que as pessoas completem seu esquema vacinal”, frisou a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro

“Agora, com um movimento constante, porém mais tranquilo, é possível descentralizar a vacina para as unidades de saúde sem que haja filas ou aglomerações. A vacinação continuará e é fundamental que as pessoas completem seu esquema vacinal e não deixem de procurar as unidades para receber a imunização”, destacou a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro.

A partir de terça-feira, 5, a vacinação contra a Covid-19 ocorrerá das 8h às 15h, em nove unidades de saúde estrategicamente escolhidas para atender a esse serviço: Unidade de Saúde “Evanil Rodrigues” (Jardim Araçá); Unidade de Saúde “Guilhermina Mazzali Gaida” (Jardim Iguaçu); Unidade de Saúde “Aline Marinho Zacarias” (Vila Garcia); Unidade de Saúde “Márcio Ubirajara Elias Roque” (Branquinho); Unidade de Saúde “Dr. Elias Borges Neto” (Alexandra); Unidade de Saúde “Ezequiel Luís Dias do Nascimento” (Leblon); Unidade de Saúde “Domingos Lopes do Rosário” (Serraria do Rocha); Unidade de Saúde “Luiz Carlos Gomes” (Vila do Povo) e Unidade de Saúde “Emir Roth” (Ilha dos Valadares).

Estação Ferroviária

Em 5 de junho de 2020, a Prefeitura de Paranaguá realizou a entrega da revitalização da Estação Ferroviária, prédio que faz parte da história do Paraná e do Brasil, e que foi inaugurado em 29 de julho de 1884 pela Princesa Isabel.

A reforma, que contou com um investimento total de R$ 2,2 milhões (R$ 1,7 milhão do Governo Federal e R$ 435 mil da prefeitura), restaurou os traços originais da edificação, com reconstrução completa do telhado, reabertura de um dos arcos fechados, adaptações de acessibilidade, restauração completa da bilheteria central, biombo do anteparo, entrada dos banheiros, entre outras benfeitorias, visto que o local estava totalmente deteriorado.

Em breve, o espaço abrigará exposições culturais e estará aberto para fomentar o setor do turismo no município de Paranaguá.