conecte-se conosco

Coronavírus

Adolescentes de 12 a 17 anos começam a ser vacinados com a 3.ª dose em Paranaguá

Aplicação da vacina ocorre no Terminal Urbano e na Subprefeitura Waldir Salmon

Publicado

em

Iniciou na terça-feira, 31, uma nova etapa de vacinação contra a Covid-19 em Paranaguá. Nesta fase, os adolescentes de 12 a 17 anos podem receber a terceira dose da vacina contra o Coronavírus. Para que a aplicação ocorra é necessário um intervalo de quatro meses completos após a segunda dose.

A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou dois espaços para receber a população que busca pela imunização. A vacinação está disponível no Terminal Urbano, no Centro de Paranaguá e na Subprefeitura Waldir Salmon, instalada no bairro Nilson Neves. O atendimento ocorre das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. As demais etapas da vacina também continuam disponíveis.

Pessoas que fazem parte do público alvo para a vacina contra a Gripe também podem se vacinar nos dois pontos fixos. “Além da imunização contra a Covid-19, a população preconizada pela Campanha Nacional, também poderá se vacinar contra a gripe”, ressalta a secretária Municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro.

O atendimento ocorre das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira

Diariamente são aplicadas cerca de 300 doses de vacinas, entre todas as etapas, no Terminal Urbano. Já na subprefeitura Waldir Salmon fica em torno de 100 doses aplicadas por dia na população que busca o local. É importante apresentar documentos pessoais para receber a vacina. Também é necessário usar máscara de proteção para entrar nos locais de vacinação.

Depoimentos

A jovem Ana Clara Cella, de 16 anos, estudante do 2.º ano do Ensino Médio, em Paranaguá, aguardava há uns seis meses para tomar a terceira dose da vacina contra a Covid-19. “Pra mim é um alívio, pois eu já estava esperando para receber essa terceira dose da vacina. Todos da minha família também já tomaram a vacina. Eu espero que as outras pessoas da minha idade também tomem a vacina, pois é muito importante”, disse.

Gustavo Silva Ferreira dos Santos, de 17 anos, é estudante do Ensino Médio no Colégio Estadual José Bonifácio

Gustavo Silva Ferreira dos Santos, de 17 anos, estudante do Ensino Médio no Colégio Estadual José Bonifácio, comentou que estava na expectativa para receber a vacina. “A minha vacina está em dia, esperei o intervalo de quatro meses e agora vim receber a terceira dose. O atendimento foi rápido, não esperei muito tempo na fila, deu tudo certo. Toda a minha família está vacinada. Pra mim é um alívio receber mais essa vacina, me sinto mais seguro contra o vírus, mas mesmo assim eu acho que é válido continuar usando máscara, não aglomerar, pois a pandemia ainda não acabou. E vamos tomar a vacina gente, a vacina é muito importante para todos nós”, relatou.

Augusto de Oliveira, de 13 anos, é aluno do 9.º ano, no Colégio Diocesano Leão XIII

Augusto de Oliveira, de 13 anos, aluno do 9.º ano, no Colégio Diocesano Leão XIII, contou da satisfação em receber mais uma dose da vacina e manter-se protegido contra o vírus. “Estou me sentindo bem após ter tomado a vacina, não fiquei esperando muito tempo para chegar a minha vez. É um alívio e agora estou mais protegido. Minha mãe me acompanhou durante a aplicação da vacina e todas as pessoas da minha família também já tomaram a vacina. Meu recado que deixo para os jovens é que tomem a vacina”, reforçou.

Etapas

Covid-19

Em Paranaguá, está disponível a primeira dose da vacina contra a Covid-19 a partir de 5 anos de idade, a segunda dose, assim como a terceira dose a partir dos 12 anos com quatro meses de intervalo completos após a segunda dose e a quarta dose para imunocomprometidos e pessoas com mais de 60 anos com de quatro meses de intervalo após a terceira dose.

Gripe

Podem se vacinar, em Paranaguá, contra a Influenza, pessoas com 60 anos ou mais idade, profissionais da saúde, crianças de 6 meses a 4 anos de idade; gestantes e puérperas; povos indígenas; professores das escolas públicas e privadas; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.