Connect with us

Ciência e Saúde

Secretaria da Saúde reforça importância da vacinação

Objetivo é atingir 90% de cobertura em todas as vacinas do calendário nacional

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde promoveu na segunda-feira, 6, uma videoconferência com a participação das 22 Regionais de Saúde para reforçar a importância das ações de vacinação junto a todos os municípios do Estado.

Recentemente, a pasta enviou ofício às regionais apresentando a cobertura vacinal registrada até o momento no Paraná e destacando a necessidade de se atingir a meta de 90% em todas as vacinas do calendário nacional, e também nas atuais campanhas de vacinação.

“Reiteramos que a imunização é a melhor forma de proteção. Temos 19 tipos de vacinas ofertadas na rede estadual e à disposição das várias faixas etárias. Muitas doenças podem ser evitadas com a vacinação”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto.

A campanha de vacinação contra a gripe registra 87% de cobertura vacinal no Paraná. “A campanha já foi encerrada, mas os municípios que ainda têm saldo de doses e ainda não atingiram a meta devem manter a vacinação para toda a população, promovendo ações estratégicas em locais amplos e arejados, sempre evitando a formação de filas”, destaca a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes.

No início da campanha de vacinação contra a influenza, em março, o Governo do Estado distribuiu cerca de 4 milhões de doses entre as 399 cidades paranaenses.

OUTRAS VACINAS 

A campanha vacinação contra o sarampo também segue em todo o Estado até 31 de agosto. Neste momento, devem receber a dose, prioritariamente, adultos de 20 a 49 anos, conforme recomendação do Ministério da Saúde.

A secretaria estadual reforçou junto aos coordenadores de imunização de todas as regionais a importância da vacinação dos idosos, principalmente dos que vivem em instituições de longa permanência. “Além da vacinação, salientamos a necessidade do devido registro da aplicação das doses contra a influenza e a Pneumo 23 para monitoramento e prevenção de outras doenças respiratória”, destaca a chefe da Divisão de Imunização, Vera Rita da Maia.

Fonte: AENPR – Foto: Jaelson Lucas/AEN