conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Dia Nacional do Doador de Sangue reforça a importância da ajuda voluntária no fim de ano

São atendidos 384 hospitais públicos, privados e filantrópicos em todo Estado

Publicado

em

Foto: Hemepar / Sesa PR

No Dia Nacional do Doador de Sangue, celebrado na sexta-feira, 25 de novembro, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), da Secretaria estadual da Saúde, reforça a campanha para incentivar a continuidade da doação voluntária e conscientizar as pessoas sobre a importância deste ato, principalmente no período de férias.

O Hemepar realiza a distribuição de sangue para 92,8% de leitos SUS, atendendo 384 hospitais públicos, privados e filantrópicos em todo Estado. Para manter o estoque adequado são necessárias muitas doações e o ideal é que cada pessoa realize ao menos duas doações ao ano.

De acordo com dados da entidade, neste ano, até o mês de outubro, 170.088 doadores compareceram nas 22 unidades coletoras espalhadas pelo Paraná. Nos doze meses de 2021, foram 211.793 voluntários, uma média mensal de 17 mil pessoas.

“O paranaense é muito solidário, mesmo durante a pandemia da Covid-19 quando tivemos uma baixa significativa no número de doações, não houve desabastecimento de sangue no Paraná. Temos muito a agradecer a essas pessoas, que além de doar sangue, doam seu tempo para salvar vidas”, disse o secretário Beto Preto.

Foto: José Fernando Ogura/AEN

O Dia Nacional traz o alerta sobre a queda de doações no período das festas de fim de ano. Além do baixo número de doadores, nesta época a tendência é que a demanda por sangue aumente. Por conta disso, o Hemepar faz um apelo para que a população não esqueça a doação antes de viajar.

“Esse dia foi criado como motivação de incentivo e agradecimento a todo aquele cidadão que participa de alguma forma dessa ação durante o ano. Porém, vem também com o alerta para que antes de sair de férias, as pessoas façam a doação de sangue”, enfatizou a diretora do Hemepar, Liana Andrade Labres de Souza.

DIA

Nesta sexta, a Unidade Central do Hemepar terá uma decoração diferenciada, com a exposição dos desenhos dos alunos que participam do projeto Doador do Futuro. Além disso, como forma de agradecimento, será entregue aos doadores uma lembrança simbólica.

Na rede Hemepar, o estoque para os tipos sanguíneos O+ e B- está estável; para os tipos A+, B+, AB+ e AB- está adequado; já a situação para os tipos O- e A- é crítica, segundo o Hemepar.

“Todo tipo de sangue é importante, por isso sempre incentivamos os doadores a voltar e convidar os amigos e familiares para se cadastrarem”, completou Liana.

DOADOR

Para ser um doador de sangue, o interessado deve procurar uma das unidades de coleta no Paraná. Neste local o doador é cadastrado, responde a um questionário e passa por uma triagem clínica para verificar se possui os requisitos para ser doador. Também é feito um exame rápido para constatar a presença de anemia. Se tudo estiver bem, é feita a coleta e esse processo todo dura cerca de 40 minutos.

O Hemepar realiza a distribuição de sangue para 92,8% de leitos SUS

Em cada coleta, são retirados cerca de 450 ml de sangue. Homens podem doar sangue a cada 60 dias, com um máximo de quatro doações a cada 12 meses. Já as mulheres podem doar a cada 90 dias, sendo no máximo três doações no período de 12 meses.

Fonte: AEN

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress