Connect with us

Ciência e Saúde

Casos de dengue aumentam 78% em uma semana em Paranaguá

Desde o início de maio, Paranaguá está em epidemia de dengue, aponta Sesa (Foto: Fiocruz)

Publicado

em

Município conta com 679 registros da doença dos 770 contabilizados no litoral

Na terça-feira, 12, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, divulgou o Informe Técnico N.º 37, no qual apontou os casos de dengue registrados em todo o Paraná. De acordo com os dados técnicos, comparando com os números da última semana, o litoral teve um acréscimo de 168 novos casos de dengue, passando de 601 para 770 registros da doença em sete dias. Paranaguá, que entrou em situação de epidemia de dengue no início de maio, teve um aumento de 78% de ocorrências da doença em sete dias, passando de 533 para 679 pacientes com diagnóstico de dengue. 

Segundo a Sesa, o período contabilizado no novo boletim abrange desde o fim de julho de 2019 até o presente momento. Após Paranaguá, que lidera o ranking de casos da doença no litoral, Matinhos, com 36 registros, é o segundo município com mais casos da doença. Pontal do Paraná (28), Guaratuba (24), Morretes (2) e Antonina (1), completam a lista de cidades com números confirmados da enfermidade. Até o momento, Guaraqueçaba é o único local sem a presença de dengue na região. 

Outro alerta é com o número de casos de dengue em investigação em Paranaguá: um total de 122. Além disso, Matinhos (39), Morretes (37), Matinhos (23), Pontal do Paraná (13), Antonina (1) e Guaraqueçaba (1) estão com possíveis casos de doença sendo investigados pela Sesa.

Paraná com mais de 167 mil casos de dengue

Segundo o boletim, o Paraná chegou a 167.707 mil casos confirmados de dengue, 10.289 casos a mais que a publicação anterior, que trazia 157.418 mil confirmações. Nos últimos sete dias dez óbitos decorrentes da doença foram registrados no Paraná, sendo que elas ocorreram entre fevereiro e abril e estavam em investigação. Além de Paranaguá, que é o único município do litoral nesta situação, 227 municípios paranaenses estão em epidemia de dengue. “São 303.548 mil notificações para a dengue em todas as regiões do Estado. O boletim totaliza dados de julho de 2019 até o dia 11”, salienta a assessoria.

“A dengue mata e os números confirmam a gravidade da situação; entre os óbitos confirmados na semana, temos, inclusive, casos de crianças que morreram por causa da infecção. Alertamos a população para ações de combate à doença com a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, pois os principais focos de transmissão estão nos domicílios e precisamos da participação de todos neste controle”, afirma o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Maria Goretti David Lopes, diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, afirma que o momento é de, além da atuação das equipes do Estado e dos municípios para prevenção e controle da dengue, colaboração dos cidadãos. “Contamos, principalmente, com o apoio de cada paranaense, na verificação de sua casa, eliminando todo recipiente que possa acumular água, nos ambientes internos e externos, como em vasos de plantas, calhas, pneus parados, vasilhames destampados, entre outros. Os números publicados mostram que ainda existe um desafio muito grande pela frente e a cooperação de cada cidadão é fundamental”, finaliza.

O boletim completo pode ser acessado clicando aqui.

Com informações da Sesa