conecte-se conosco

Cidadania

Cordão de girassol é entregue a pessoas com deficiências não visíveis em Paranaguá

Pessoas que se enquadram podem fazer cadastro no Censo de Inclusão PCD Digital

Publicado

em

Ao usar esse cordão, as pessoas que enfrentam condições como autismo e outros transtornos e deficiências invisíveis /

Criado em 2016 pelos funcionários do aeroporto Gatwick em Londres, o cordão de girassol é um item utilizado para identificar pessoas que enfrentam desafios diários relacionados à saúde mental e deficiências não visíveis ou doenças raras.

Nesse contexto, o cordão de girassol tem se destacado como um símbolo de apoio e empoderamento para aqueles que vivenciam deficiências ocultas, principalmente para pessoas autistas.

Ao usar esse cordão, as pessoas que enfrentam condições como autismo e outros transtornos e deficiências invisíveis. Desta forma, é promovida a conscientização e educa a sociedade sobre essas questões e promovendo a aceitação.

E na manhã desta sexta-feira, 10, aconteceu a entrega do cordão de girassol para pessoas que se enquadram nestas condições em Paranaguá.

“Essa é uma ação de fortalecimento da inclusão e acessibilidade que se soma a outras iniciativas que a nossa administração promoveu como o clube de descontos para pessoas com síndrome de Down, a criação do Centro de Autismo, a carteirinha para pessoas com deficiência, entre outras ações”, reforçou o prefeito Marcelo Roque durante o evento.

O cordão de girassol tem se destacado como um símbolo de apoio / Foto: Prefeitura de Paranaguá

A entrega foi feita na Secretaria Municipal de Inclusão e contou com a presença de crianças e diretores da Escola de Surdos “Nydia Moreira Garcez”, da Apae e do Centro de Autismo, além de portadores de deficiências. 

“Queremos agradecer aos vereadores que propõe as leis e minha equipe que desenvolve um trabalho de excelência com a implantação da sala de dislexia, de musicoterapia, além dos atendimentos e muito mais. O trabalho de inclusão é uma realidade e uma necessidade e nestes 10 meses de criação da Secretaria temos muitos avanços no setor para comprovar a necessidade deste trabalho para a cidade”, disse a secretária da pasta, Camila Leite.

O olhar voltado para a inclusão que é promovido pela atual administração foi reforçado pela secretária de Gabinete Institucional, Christiane Yared. 

“O prefeito tem esta preocupação de deixar um legado para as futuras gerações garantindo mais acessibilidade e direitos assegurados para todos”, completou.

O cordão de girassol é uma referência pelo mundo e é uma importante ferramenta utilizada para combater a discriminação ou equívocos. E este foi um dos motivos do vereador Nilson Diniz propor a lei que estabelece o uso do cordão. 

Foto: Prefeitura de Paranaguá

“Agradeço aos meus colegas de trabalho, os vereadores que aprovaram a Lei Nº 4.343/23 que formaliza o uso do cordão para identificação de pessoa com deficiência oculta ou não aparente”, enfatizou Diniz. “A medida foi pensada para ajudar o dia-a-dia dessas pessoas, garantindo o suporte e respeito aos direitos de que necessitam, como atendimento prioritário ou em situações de emergência”, reforçou o vereador.

A Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Inclusão adquiriu 2.173 cordões que devem ser entregues para as pessoas que se cadastraram no Censo de PCD Digital, no site da prefeitura.

“Qualquer pessoa que se enquadre nos requisitos pode preencher o cadastro para receber o cordão”, informou Camila Leite.

Também participaram do evento os vereadores Fábio Santos, Jozias Ramos, Isabelle Dias, Júnior Leite, Manoel Aleixo, Jean Domingues e as diretoras da Apae, Cláudia Kossatz e da escola de surdos, Fátima Gonçalves, pais e mães de crianças com autismo, funcionários da SEMI e do Centro de Autismo e profissionais da imprensa.

Fonte: Prefeitura de Paranaguá

plugins premium WordPress