conecte-se conosco

Editorial

“Prevenir é melhor que remediar”

Dados ressaltam que do total do número de óbitos mais de 90% poderiam ter sido evitados.

Publicado

em

Nesta edição da Folha do Litoral News, é possível verificar três temas imprescindíveis para a qualidade de vida da população.

Uma questão de grande valia e que merece os olhares atentos de autoridades e comunidades em geral é em relação ao combate à mortalidade materna, pois na atualidade os índices são altos, ou seja, muitas mães padecem nos quatro cantos do País e engrossam as estatísticas desse tipo de morte. Dados ressaltam que do total do número de óbitos mais de 90% poderiam ter sido evitados, os quais decorrem de problemas como hipertensão, hemorragia, infecções e abortos provocados. Isto equivale a se afirmar que políticas públicas sérias certamente terão impacto e poder de reduzir as estatísticas.

Um outro tema destacado que é do interesse geral e tem a capacidade de comprometer a qualidade de vida da população versa em torno do Aedes Aegypti, o tão comentado mosquito transmissor da dengue.

A doença não está erradicada, muito pelo contrário, pois vem vitimando pessoas por todos os cantos do Estado e Paranaguá não está livre desse problema. Há muito tempo vêm sendo veiculadas campanhas de conscientização entre os moradores na cidade, no entanto, parecem realmente não surtir o efeito necessário, pois ainda é possível se verificar acúmulo de lixos em diferentes locais de Paranaguá, bem como o ambiente favorável para a proliferação do inseto. Um novo boletim foi divulgado na terça-feira e as notícias não são animadoras: aumentaram os números de casos de infectados, assim como o de mortes em decorrência da dengue, em virtude disso, faz-se necessário que a população faça seu papel com responsabilidade e se proteja verdadeiramente dessa doença. É necessário o envolvimento de todos na luta contra o mosquito transmissor da dengue.

O último tema a ser abordado nesta edição é da vacinação contra a gripe. A campanha, a qual deveria acabar na sexta-feira, 31, foi prorrogada tendo em vista os baixos números de pessoas imunizadas até o momento. A vacina é um benefício à população, portanto, é necessária a adesão populacional, pois a imunização é imprescindível para se controlar os efeitos da influenza, a qual vem acarretando muitos problemas em todas as esferas sociais, inclusive levando à morte.     

Assim, é tempo de todas as pessoas estarem mais atentas à saúde. Buscar a vacinação e a prevenção para se obter mais qualidade de vida. Nunca esquecendo o conhecimento popular, o qual apregoa que "prevenir é melhor que remediar"! 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.