conecte-se conosco

Economia

13.° salário deve injetar R$ 12,5 bilhões na economia paranaense

A estimativa baseia-se em cálculos apresentados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Publicado

em

Estima-se que o pagamento do 13.° salário, que deve ser concluído até dezembro de 2018, vai injetar cerca de R$ 12,5 bilhões na economia do paranaense. O montante é equivalente a cerca de 35,4% do total pago na região Sul e a 5,9% do valor que entrará em circulação no Brasil. A estimativa baseia-se em cálculos apresentados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Para o secretário especial do Trabalho e Relações com a Comunidade do Paraná, Paulo Rossi, a inserção deste valor é importante, pois vai propiciar que o cidadão pague suas contas e tenha mais poder de consumo. “A injeção do 13.° salário dá poder de consumo para a população e faz a economia girar, criando mais empregos”, complementa Rossi.

Segundo o estudo, a projeção é que aproximadamente 5,1 milhões de paranaenses sejam beneficiados com o pagamento do 13° salário. Dentre eles, 59,7% correspondem a trabalhadores do mercado formal, celetistas ou estatutários, enquanto pensionistas e aposentados do INSS representam 38,4%. Os trabalhadores domésticos são a menor parcela – somente 1,8% do total.

“Essa injeção de recursos deve aquecer setores importantes para crescimento da economia, como comércio, serviços e turismo.” explica Suelen Glinski, economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade.

Para chegar a esta estimativa, o Dieese reuniu dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ambos do Ministério do Trabalho. O Dieese também considerou as informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os estudos de impacto apresentados pelo Dieese consideraram apenas trabalhadores formais, e não levam em conta os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores de outras formas de inserção no mercado.

A maior parte dos recursos destinados ao pagamento do 13.° no Paraná caberá aos trabalhadores do setor de Serviços, que inclui a administração pública. Sozinho, este setor deve receber 59,3% do total. Em seguida estão os setores da Indústria (20,3%) e Comércio (15,2%).

 

BRASIL

No País, estima-se que o pagamento do 13.° salário injetará mais de R$ 211 bilhões na economia. Este montante é equivalente a cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. De acordo com o Dieese, a previsão é que aproximadamente 84,5 milhões de brasileiros recebam este benefício.

 

AEN

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.