Connect with us

Cultura

Ilha dos Valadares ganha mais uma Casa de Fandango

Espaço cultural leva o nome dos mestres Brasílio e Nemésio

Publicado

em

Na sexta-feira, 13, às 14h, acontece a cerimônia de inauguração de mais uma casa dedicada ao fandango. Desta vez, o empreendimento leva o nome dos mestres Brasílio e Nemésio (em memória).

A casa foi construída no bairro Mangue e se concretiza através de um antigo sonho da comunidade envolvida com a cultura caiçara. A iniciativa é do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) através do Programa de Gestão do Bem Cultural. Esta é a segunda casa inaugurada pelo mesmo programa na Ilha dos Valadares. A primeira foi para o Grupo Mandicuera.

Os dois grupos de fandango, o ‘Pés de Ouro’ do saudoso Mestre Nemésio e ‘Ilha dos Valadares’ do Mestre Brasílio, estarão juntos nesse espaço. No local, serão realizadas oficinas de construção de instrumentos e de danças.

De acordo com Marcia Reis, que atua no grupo Pés de Ouro, no local também haverá os tradicionais bailes de Fandango em datas diferentes dos bailes do mercado. “Os ensaios e confraternização bem como outros eventos ligados à cultura caiçara serão realizadas na Casa do Fandango. A importância de termos esse espaço é que vamos poder passar adiante a cultura para os mais jovens, pois temos projetos para que eles aprendam”, ressalta.

Marcia ainda enfatiza que este é um sonho pelo qual Mestre Nemésio muito lutou. “Ele sempre quis ver viva a cultura do fandango e para isso nunca mediu esforços. Esse programa da TCP foi muito importante para todos os grupos de Fandango”, finaliza.

No sábado, 15, acontece baile de fandango com o grupo do Mestre Brasílio às 22h. O baile é aberto ao público em geral.

 

Mestre Nemésio

O Grupo de Fandango Pés de Ouro foi criado em 2002, quando o Mestre Nemésio Costa, que faleceu em abril de 2019, resolveu continuar com a tradição da família de tocar viola, rabeca, adufo, cantar e dançar o fandango. Hoje, Pés de Ouro já conta com estatuto e CNPJ, assim como os outros grupos. São 20 fandangueiros que tocam e dançam nos bailes. Com o falecimento do Mestre, a tradição vem sendo mantida pela própria família, pelos irmãos e filhos que fazem parte do grupo.

Mestre Brasílio

O grupo de fandango Ilha dos Valadares do Mestre Brasílio está em atividade desde 2007 sendo mantido pelo grupo de dançarinos de idades variadas. Antes disso, o Mestre Brasílio era integrante do grupo Mestre Romão.   “Eu aprendi com os mais velhos e repassei para os mais novos para que o fandango continue sendo sempre uma atração que encanta todas as pessoas. Hoje temos apoio da prefeitura e isso é muito importante para que a cultura siga firme e forte”, ressalta o mestre.

 

 

 

 

Continuar lendo