Connect with us

Cultura

Cultura caiçara é desenvolvida na Escola Hugo Correia

Estudantes estão aprendendo as tradições culturais da cidade

Publicado

em

O projeto ‘Lemarde’ Cultura Caiçara foi pré-selecionado para a ação destaque do Sistema de Ensino Família Escola (Sefe). A atividade é desenvolvida para 40 alunos dos terceiros anos integral da Escola Municipal Hugo Pereira Correia.

A premiação da Sefe ocorre a nível estadual, buscando valorizar os projetos educacionais realizados nos estabelecimentos de ensino em todo Paraná. Em outubro o projeto será apresentado em Curitiba juntamente com outros que foram selecionados. Trata-se de uma apresentação que poderá resultar em premiação.

PROJETO 

O projeto foi criado pelas professoras Paola Frison e Tatiane Gonçalves e tem como objetivo garantir a aprendizagem dos estudantes que por algum motivo chegaram ao terceiro ano apresentando defasagem na leitura e na escrita. Além disso, também busca resgatar a cultura caiçara. “Sabemos que são poucos os povos que têm o privilégio de ser tão ricos em tradições. Assim eles aprendem sobre as lendas, os sambaquis, os pontos turísticos, o barreado, o dicionário 'bagrinhês' e outros valores e saberes locais”, destaca a professora Paola Frizon. 

“Iniciamos o projeto com uma roda de conversa com nossos estudantes e, como referência visual, utilizamos um cartaz com palavras-chave do livro ‘Navegando na História de Paranaguá’ e que fazem parte do início da história da cidade. A contação de história foi rica em detalhes para que os estudantes pudessem observar e entender como nossa história começou. A intenção de partirmos do ponto de início da colonização de Paranaguá foi fazer com que nossos estudantes valorizassem a raiz da sua localidade, entendendo como tudo começou”, explica a professora Tatiane Gonçalves.

AULAS PRÁTICAS

Neste sentido, os estudantes fizeram um passeio pelos pontos turísticos da cidade, quando conheceram de perto a história de todos os locais. Participaram de uma palestra com o professor e artista Denilson Capetta, o qual explanou sobre o folclore caiçara, aprenderam sobre as lendas e estão ensaiando para apresentar na escola. As crianças também aprenderam o dicionário "bagrinhês" e o significado de algumas expressões que são utilizadas no cotidiano parnanguara.

No dia 27 de setembro, os alunos que participam do projeto estarão na Ilha dos Valadares visitando a Associação Mandicuera. Lá eles terão contato com tudo o que estão aprendendo na sala de aula, ampliando ainda mais os conhecimentos.

De acordo com as professoras, até o presente momento, os resultados têm sido satisfatórios.

“Já conseguimos notar uma melhora significativa no que se refere à busca pelo conhecimento e interesse sobre o folclore caiçara, além de percebermos uma busca maior para a construção do conhecimento na leitura e escrita”, apontou a professora Paola.

A estudante Athalia Mendes, de 8 anos, contou que aprendeu muitas coisas nas aulas. “Gostei de conhecer as lendas e também algumas palavras novas que não conhecia”, contou.

Já o estudante Nicolas Delfino, de 8 anos, falou sobre o que mais gosta de estudar dentro do projeto. “Eu gostei do passeio que fizemos aos pontos turísticos. Pude conhecer a Fontinha e outros lugares que nunca tinha ido. Também gostei de estudar sobre os índios”, contou.  

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.