conecte-se conosco

Conteúdo de Marca

Amamentação – Dicas e orientações para as mães

Dr. Ronoel Abdnor é formado em medicina pela Universidade Severino Sombra, Vassouras, Rio de Janeiro, em 1978

Publicado

em

A amamentação é o maior ato de amor e nobreza de um ser humano para outro. Transmite afeto, segurança e um bom estado emocional para o lactante. Ela estrutura psiquicamente o estado do bebê e desenvolve uma inteligência ímpar, com um excelente estado cognitivo. Promove um melhor desenvolvimento neuropsicomotor, pois fornece ácidos graxos poli saturados que amadurecem o sistema nervoso de forma única e diferenciada. Neste Momento Saúde Unimed Dr. Ronoel Abdnor dá dicas e orientações de amamentação para as mães. Confira:

Amamentar dói?

Dr. Ronoel — Não. Amamentar não dói, mas para isso se faz necessário que haja uma boa disponibilidade materna, e tranquilidade da mesma, fazendo do ato um momento único. Para isso, a nutriz deve procurar um lugar tranquilo, arejado e silencioso. Usar uma cadeira adequada para colocar o bebê em uma posição confortável e favorecer uma boa pega na mama.

A alimentação da mãe interfere no leite?

Dr. Ronoel  — Não. A alimentação da nutriz deve ser variada e sempre fresca para otimizar a qualidade nutricional. Isso é de extrema importância para atender o gasto energético da nutriz neste período, pois o mesmo é o dobro do gasto calórico médio diário do período da gestação. Procurar alimentos saudáveis, frescos e naturais, evitando os industrializados.

Por quanto tempo a criança deve ser amamentada e quantas vezes por dia ela deve mamar?

Dr. Ronoel  — A criança deve mamar até os dois anos. Este é o período ideal, embora alguns autores advoguem que se a mãe desejar, poderá amamentar até os cinco anos, desde que não prejudique a alimentação geral. Quanto ao número de mamadas ideais, não existe uma regra fixa. Pode-se amamentar no esquema de horário fixo, ou de livre demanda. O importante é que em qualquer das formas, haja pelo menos oito mamadas por dia no primeiro mês. A partir do segundo mês de vida poderá ser retirada a mamada da madrugada. A partir do quarto mês pode haver uma diminuição espontânea do apetite, pois as necessidades calóricas diminuem, porém não poderá ser menor que cinco vezes por dia.

Como saber se a pega está correta?

Dr. Ronoel  — Para uma pega correta alguns fatores devem ser considerados, como uma cadeira confortável, um apoio para os pés, uso de almofadas para facilitar a sustentação do bebê em uma inclinação aproximada de 45°. O lábio superior do bebê deve estar o mais próximo possível da borda superior da aréola e o lábio inferior idem na parte de baixo, de forma que o mamilo fique no interior da boca do bebê.

Não é normal ter feridas e rachaduras nos mamilos, desde que a pega realizada pelo bebê seja correta. Porém, quando surgirem, são as fissuras as mais comuns. Os cuidados quando isto ocorre, implicam em uma higiene adequada dos ferimentos, e uso de pomadas cicatrizantes. Opcionalmente pode-se usar a concha de silicone que permite uma melhor ventilação do mamilo ferido, acelerando assim a cicatrização das fissuras.