Connect with us

Valmir Gomes

DIAS DE LUZ

O mundo vive dias de quarentena, mais do que isto, vive dias de turbulência social e política.

Publicado

em

O mundo vive dias de quarentena, mais do que isto, vive dias de turbulência social e política. Pessimismo ou desgraça não é comigo, porém estamos vivendo dias sem sol. Presença da Covid-19 no mundo, protestos contra o racismo, e especialmente no nosso quintal, problemas políticos nos afligem. Em vista disto o cenário é nublado. Neste momento precisamos mais do que nunca de boas notícias, de acreditar num futuro promissor. Valorizar os atos positivos, se reinventar. Dou exemplo, o número de pessoas infectadas e curadas da Covid-19 é infinitamente maior do que os óbitos, então vamos valorizar este fato. Criticamos tanto os políticos, entretanto neste momento a grande maioria deles, está trabalhando muito e bem. A medicina e seus segmentos merecem gratidão e elogios. Os clubes de futebol, atingidos em cheio, estão procurando soluções. Vamos virar este jogo, haverá sempre uma luz no fim do túnel. Creiam.

FATOS MARCANTES

Não pensem que esqueci o Hélio Alves. Dia 31 de maio será lembrado sempre por seu falecimento. Deus ilumine o espírito deste ilustre parnanguara. A Live do Seu Jorge com o Alexandre Pires foi nota dez, cada um melhor do que o outro. Golaço. O colega Ayrton Baptista Junior mais conhecido como Tuska, está de volta ao Bem Paraná, gol de placa da Josiane Ritz que consegui seu retorno. Mura-Mura merece elogios por passar o dia do seu aniversário, arrecadando presentes para o querido e amputado Maxsuell.

COXA X BANGU NA TV

O jogo foi regular tecnicamente. Os coxas tiveram segurança defensiva e pouco atacaram. Obedientes ao comando do competente Enio Andrade e seu auxiliar Dirceu Kriger, os atletas cumpriram à risca o combinado. Bem preparados fisicamente pelo Frega, o Coxa suportou a pressão do Bangu chegando inteiro na prorrogação. O empate levou a decisão para os pênaltis, os coxas venceram e conquistaram o título nacional de 1985.

RAFAEL E TOBY, OS DESTAQUES

O goleiro Rafael foi o melhor em campo, importantes defesas, atuação inesquecível. A zaga do Coritiba foi segura o tempo todo, destaques para Heraldo e Dida, jogaram muito. Na meia cancha Almir foi mais uma vez o fiel da balança, com uma regularidade impressionante. No ataque, Índio foi muito bem como sempre, Edson um dínamo em campo. No Coritiba, a rigor, ninguém jogou mal, porém Toby foi o maestro do time, teve calma, sempre bem posicionado, passes perfeitos e dribles na hora certa.

ODIVONSIR FREGA

Tenho dívida de gratidão com alguns professores do meu filho Robson, durante o curso de Educação Física na UFPR. Vou citá-los, professores Munir Caluff, Clovis, Bandeira, Frega, talvez tenha esquecido algum. Odivonsir Frega, campeão por onde passou, mais do que profissional conselheiro e amigo na hora precisa. Ser iluminado, ídolo do futebol paranaense.

HISTÓRIA DO TÍTULO DE 1985

O técnico Enio Andrade havia recebido convite para dirigir o Flamengo em pleno ano de 1985, pediu conselho para seu auxiliar Krüger. A resposta foi a seguinte. “Enio, se você for para o Flamengo e ganhar o título, será apenas mais um. Entretanto se for campeão no Coritiba, serás imortal.” Sábio conselho, Enio Andrade se tornou imortal.