Connect with us

Valmir Gomes

DERROTA PEDAGÓGICA

Minha gente, ultimamente nosso representante na Libertadores da América, o exemplar Clube Athletico Paranaense está deixando a desejar

Publicado

em

FUTEBOL

Minha gente, ultimamente nosso representante na Libertadores da América, o exemplar Clube Athletico Paranaense está deixando a desejar. Como clube, todos sabem da sua organização que beira a perfeição, entretanto como time está pecando. Mesmo levando em consideração a pandemia, não podemos fechar os olhos para sua irregularidade. No Campeonato Brasileiro, está entre os últimos colocados, um fato que merece atenção redobrada da sua direção. Talvez isto tenha sido a causa da contratação do experiente Paulo Autuori, de boa passagem pelo clube anteriormente. A pergunta que se faz, Paulo Autuori vem como técnico ou diretor de futebol? Desempenhar as duas funções não é bom para nenhuma das partes. Já na Libertadores, o time vinha bem, classificado com antecedência para outra fase da competição. Até que surgiu o jogo contra o Peñarol, o que se viu foram erros superando os acertos, em todos os compartimentos da equipe. Seja pelo motivo que for, o time e a tática do último jogo merecem muito mais críticas do que elogios. Espero que tenha sido uma derrota pedagógica, caso contrário todos atleticanos podem perder.

GERSON GUSMÃO DISPENSADO

Mais uma derrota do Operário de Ponta Grossa, desta feita contra o Cruzeiro, time de grande potencial financeiro e muita tradição. Como o Operário vem de seguidos resultados negativos, que lhe colocaram abaixo dos dez primeiros colocados, a direção do clube resolveu dispensar o técnico Gerson Gusmão. Sua passagem pelo Operário foi vitoriosa, venceu 4 campeonatos entre estaduais e séries D e C do brasileiro. Gersinho merece nosso respeito, por sua capacidade profissional e comportamento pessoal. Boa sorte, campeão.

BOLINHA DE OURO

Um dia o então diretor de futebol do Atlético, Jesus Vicentini, trouxe um massagista para o clube, o jovem Edmilson Aparecido Pinto mais conhecido como Bolinha. Pensaram: é mais um da profissão, ledo engano, Bolinha sempre foi diferenciado. O tempo passou e todos do clube aprenderam a gostar dele e da sua forma de agir com os atletas e afins. Dou exemplo, neste longo período que trabalha no futebol do Athletico, só garimpou amizades e reconhecimento por seu trabalho qualificado. Agora, depois de ganhar quase tudo no seu Athletico, Bolinha  resolveu se aposentar. Merecidamente vai viver a vida com a família e amigos. Daqui mando abraço carinhoso ao Bolinha de Ouro do nosso futebol. Vida longa, meu brother.

UM SENHOR VEREADOR

Desculpem-me sou daqueles que acreditam na boa política, independentemente de partido ou opção ideológica, respeitar os que pensam ao contrário, é minha obrigação como jornalista. Mesmo sabendo das “cuecadas” e fatos semelhantes, sei também que temos gente honesta na política. Em Curitiba, faleceu vítima da Covid-19 o professor Jairo Marcelino, atual e respeitado vereador. Com sua integridade e trabalho competente, Jairo enobreceu o cargo público. Jairo Marcelino foi um senhor vereador, tinha luz própria e comprometimento com a cidade. Vai fazer falta.

BANCO DE RESERVAS LUXUOSO

Os coxas, sob o comando do Jorginho, também estão na Zona do Rebaixamento, em tempos de eleição nada pior para a atual situação. Como a lista de reforços é bem extensa, vou me ater a dois jogadores. Sarrafiore e Ricardo Oliveira, foram contratados como solução para o ataque coxa branca, porém nenhum dos dois é titular. Em tempos de crise econômica o Coritiba tem no banco de reservas, dois suplentes de alto salários. Ou contratou errado ou escala errado.