conecte-se conosco

Valmir Gomes

Carnaval

Um festival Cristão antes da Quaresma

Publicado

em

Um festival Cristão antes da Quaresma. Festa pública com desfiles circenses, assim começou o Carnaval no mundo Ocidental. Depois vieram os blocos de rua, as musicas, o folclore das regiões, as homenagens, as vestimentas, e por aí vai. Hoje uma festa popular, em algumas situações um desfile também comercial. Lembro do carnaval de rua em Porto Alegre, as famílias brincando no Areal da Baronesa, bairro carnavalesco, dos compositores tipo Lupicínio Rodrigues. Lembro do carnaval de rua de Curitiba, levando meus filhos Robson e Déborah no desfile da velha Marechal Deodoro. Estavam fantasiados de índios, foram aplaudidos pelos presentes. Os pais ficaram com orgulho dos filhos. Na verdade era uma festa popular e alegre. Hoje as cidades do interior ou do Litoral como Paranaguá ou Morretes, ainda guardam um pouco deste romantismo. As grandes cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Florianópolis, Recife, Porto Alegre, fazem um carnaval sofisticado. Afinal o Carnaval também virou um grande negócio.

CAMPEONATO ESTADUAL

Confesso pouco vejo os campeonatos de outros lugares do Brasil. Meu olhar é para o campeonato Estadual do Paraná. Dou exemplo, via N Sports tenho assistido sempre que posso, os jogos pelo interior. Na última quinta-feira São Joseense X Operário vitória do Operário 1 X 0 com bom público, apesar do horário comercial. Após Azuriz 1 X 1 Maringá um duelo interessante, casa cheia. Noto um aumento de qualidade técnica a cada rodada. Lógico levo em consideração os investimentos de cada clube.

EQUIPE BOLA NA REDE

Neste sábado a equipe Bola na Rede do Valdir Brás vai levar aos seus ouvintes as emoções de Londrina X Atlhético a partir das 15 horas. Uma jornada do líder do campeonato para todo o litoral paranaense. Um serviço de utilidade pública durante o carnaval. Na próxima semana retorna a tradicional Copa Litoral, com cobertura total da rádio Ilha do Mel e desta coluna.

CAJU E O CENTENÁRIO CAP

O jornal Tribuna do Paraná da sugestão sobre uma seleção dos 100 anos de história do clube, vou pincelar alguns nomes e escrever sobre eles para vocês. Vários nomes para o gol, vou falar sobre o goleiro Caju, não vi atuar, conheci o Caju como homem ligado ao clube. Entretanto sua história é gigantesca como goleiro do CAP e da seleção brasileira. Um fora de série. Saibam, o Caju foi para a seleção em uma época que só iam jogadores do eixo Rio-São Paulo. Em um sul-americano final década de 40 O Brasil não foi campeão, porém Caju foi escolhido como o melhor goleiro de toda competição. Jogava muito o Caju. Voltando da seleção brasileira, aproveitou o fim de semana para jogar no seu time de pelada, onde era centro avante. O maior goleiro da América, jogando no ataque e marcando gols na várzea curitibana. Histórias da bola e do centenário Furacão das Américas.

PARANÁ CLUBE

O Presidente do Paraná Clube Rubens Ferreira da Silva, o popular Rubão, pediu licença do cargo por 60 dias para tratamento de saúde. Em seu lugar assume o primeiro vice Ailton Barboza de Souza. Como se sabe o Paraná está em adiantado processo de parceria com uma SAF,que deve comandar o clube nos próximos anos. Tanto Rubão como o Ailton, devem estar participando do processo do Paraná clube com á SAF, portanto não haverá nenhuma dificuldade administrativa sobre os negócios em andamento. Já se fala até em nome de treinadores, Ageu ou Tcheco, vamos aguardar o noticiário do tricolor da Vila Capanema e voltaremos ao assunto.

CANAL DO CARRICA

O correto narrador Gabriel Carricondi começa fazer sucesso com seu Canal do CARRICA, cobrindo com competência o campeonato Estadual e afins. Projeto ousado com vistas ao futuro do futebol paranaense e jogos do campeonato brasileiro séries A e B. Por sua qualidade e por sua dedicação ao projeto, desejo sucesso ao Gabriel Carricondi e sua equipe. Minha gente no YouTube Canal do CARRICA, um golaço de narração.

plugins premium WordPress