Connect with us

Valmir Gomes

A TERRA É AZUL

Publicado

em

Minha gente, há quase 60 anos, o cosmonauta russo Yuri Gagarin fez a primeira viagem de um ser humano ao espaço sideral, um golaço da Rússia em plena guerra fria. Sua manifestação ao ver o nosso planeta do firmamento: “A terra é azul”.  Essas palavras foram manchete nos jornais do mundo inteiro na época. Pois bem, lá em Porto Alegre existe uma das maiores rivalidades no futebol, metade do Rio Grande do Sul é vermelha, a outra metade azul. Estatisticamente, em nenhum outro Estado existe tal divisão. No Sul, ou você nasce colorado ou é tricolor. Pois bem, o tempo passou, em 1983 o Grêmio ganhou a Libertadores e foi decidir com o Hamburgo da Alemanha o título mundial. Empate no tempo normal e vitória do Grêmio na prorrogação. Dois gols de Renato, que depois virou Renato Gaúcho. No outro dia a manchete dos jornais em Porto Alegre era a seguinte: “A terra é azul”. Uma referência ao título mundial e à lembrança da frase do Yuri Gagarin. Os anos passaram, tem mais histórias do título mundial. Aguardem.

WALTER CHEGOU PARA O CAP

Fiquei sabendo pelo jornal e rádio que o gorducho centroavante Walter já está no CT do Caju, onde faz exames médicos se preparando para uma carga de trabalho. Se existe um clube no Brasil, que aposta na recuperação dos atletas, este clube é o CAP com sua extraordinária estrutura. Fico na torcida para que tudo dê certo, afinal o Walter é um grande jogador e o Athletico um grande clube.

BRASIL X INGLATERRA 1970

Brasil e Inglaterra da Copa de 1970 foi o melhor jogo da seleção brasileira, em minha opinião. A partida foi realizada em Guadalajara no México, em junho de 1970, estádio Jalisco, com altitude de 1.500 metros no horário local de 12 horas, sim ao meio-dia com sol intenso. Duelos, Felix, goleiro brasileiro, fez sua melhor partida da vida, com dois milagres. Banks o arqueiro inglês, fez a defesa de todas as copas, numa cabeçada de Pelé, o zagueiro inglês Bob Moore fez um partidaço marcando Pelé. Paulo César Caju jogou muito, e Tostão, Pelé e Jair, fantásticos no gol da vitória. Inesquecível. Time do Brasil, Felix, Carlos Alberto, Brito, Piazza e Everaldo. Clodoaldo e Rivelino. Jairzinho, Tostão (Roberto) Pelé e P.C. Caju. Técnico Zagallo.

RÁDIO GLOBO

Parece mentira, a Rádio Globo de São Paulo silenciou, não terá mais programação alguma, nem o famoso prefixo da Globo resistiu às mudanças dos últimos tempos. Lamento pelos colegas que ficarão sem emprego e pelos ouvintes, patrimônio maior de todo radialista.

MARCOS ASSEF

Conheci Marco Antônio Assef Bruginski, o popular Marquinhos Assef, como repórter da Tribuna do Paraná, depois subiu de cargo e trabalhou como redator, produtor e também apresentador de rádio e televisão. Sua marca registrada é a competência acompanhada da sobriedade. Torna fácil o trabalho difícil. Talento puro, craque do jornalismo, merece melhores oportunidades. Ave, Marquinhos.

TOSTÃO DO LEÃO

Conheci o santista Luís Antônio Fernandes, o famoso Tostão, dando show de bola na meia cancha do Coritiba, antes já havia jogado no Santos, Cruzeiro e Goiás, quase sempre campeão por onde passou. Um dia foi ajudar o querido Rio Branco a conquistar o título da segundona. Tostão foi craque da cabeça aos pés, a exemplo de Alex, outro craque, se espelhou na sua juventude. Tostão vive até hoje em Curitiba onde tem uma qualificada escola de futebol. Tostão, craque do futebol e da vida.