Connect with us

Pensar Verde

Marte é aqui

Publicado

em

Estamos em um tempo de exploração de Marte, corpo celeste que leva o nome do deus romano da guerra. Segundo menor planeta do Sistema Solar e quarto em distância do Sol, o chamado “Planeta Vermelho” recebe este apelido devido a grande quantidade de óxido de ferro em sua superfície. Missões de diversos países como Estados Unidos, Rússia, China, Emirados Árabes Unidos e alguns europeus trabalham para desvendar os segredos deste astro e conseguir responder a eterna curiosidade humana sobre a possibilidade da existência pretérita ou atual de vida em locais fora da Terra. 

O mais incrível de tudo isso é que ao mesmo tempo em que temos 55 milhões de quilômetros de distância a serem percorridos em aproximadamente 1.000 dias contando ida e volta até Marte, o nosso estado do Paraná tem paisagens belíssimas a serem desbravadas em uma distância muito mais curta e em um tempo incrivelmente inferior ao da viagem planetária marciana. Tudo isso baseado naquilo que temos de mais valioso: a nossa biodiversidade. Antes que alguém já pense que o bem mais valioso que temos aqui é a nossa agricultura, justifico a minha afirmação na frase anterior pelo simples motivo de que sem a preservação e conservação de nossa biodiversidade, a produção agrícola paranaense poderá sofrer, como já sofre, impactos consideravelmente importantes. Sem floresta, sem mata ciliar, sem preservação de nascentes e com lençol freático contaminado, a nossa saúde física e financeira estará arruinada.

Por isso devemos aliar agricultura e meio ambiente num caminho sustentável em que todos ganham. Temos que superar o discurso maniqueísta do nós contra eles. Somos todos um que habitamos o único planeta capaz de abrigar a nossa frágil espécie humana. O sonho de conseguirmos habitar Marte está muito distante desta nossa geração e a missão de termos o melhor planeta Terra possível, embora pareça utópico, ainda é real.