Connect with us

Pensar Verde

Eleições e pandemia

Observar os candidatos que irão respeitar este “novo normal eleitoral” pode nos ajudar a entender que tipo de gestão precisamos nas cidades

Publicado

em

Passado o período das Convenções Partidárias aonde as coligações são definidas para a disputa eleitoral trago uma reflexão bastante importante. Que cidade queremos para os próximos 4 anos? Alguns sinais já podem ser observados durante a própria campanha. Ainda estamos em tempo de pandemia. O isolamento social, o uso de máscaras e a higienização das mãos ainda são as medidas mais eficazes para o controle da Covid 19. Comícios e reuniões são um risco para esta batalha que travamos entre a estrutura de saúde pública e o número de infectados. Observar os candidatos que irão respeitar este “novo normal eleitoral” pode nos ajudar a entender que tipo de gestão precisamos nas cidades. Aquele exército de pessoas nas ruas distribuindo material não será uma ação correta do ponto de vista da saúde pública.

Outro fator determinante para identificarmos a índole dos candidatos é quanto à quantidade de resíduos sólidos gerados durante a campanha. Ainda observamos uma enorme quantidade de material, geralmente papel (santinhos) despejado nos locais de votação no dia da eleição. Este é um sinal gravíssimo de falta de respeito não só ao meio ambiente, mas também ao cidadão que paga parte de seus impostos no serviço de limpeza pública. Esperamos que todos os materiais impressos sejam, ao final das eleições, destinados às Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis. Este sim seria um sinal positivo de comprometimento socioambiental.

Por fim vale lembrar a força das redes sociais nestas eleições. O trabalho que iniciou na primeira eleição de Barack Obama para Presidente dos Estados Unidos da América em 2009 está cada vez mais difundido no Brasil e deve ser repetido neste período de pandemia. Temos a oportunidade de realizar a campanha que mais se aproximará do meio ambiente por força das questões de saúde. Vamos esperar e torcer para que meio ambiente, saúde pública e eleições andem de mãos dadas neste pleito.