Connect with us

Paraná Produtivo

Prêmio científico nacional

O projeto de reflorestamento usando foguetes, desenvolvido por três alunas do 1.º ano do Ensino Médio do Colégio Agrícola Estadual Adroaldo Augusto Colombo, de Palotina

Publicado

em

Prêmio

O projeto de reflorestamento usando foguetes, desenvolvido por três alunas do 1.º ano do Ensino Médio do Colégio Agrícola Estadual Adroaldo Augusto Colombo, de Palotina, no Oeste do estado, é um dos 10 finalistas do prêmio Respostas para o Amanhã, da Samsung, que contempla inovações científicas e tecnológicas de todo o país. A iniciativa consiste no uso de protótipos que têm um compartimento para abrigar sementes. O minifoguete é lançado e, quando atinge a altura máxima, a peça com as sementes se desencaixa e desce até o solo. Dessa maneira, é possível reflorestar áreas de difícil acesso, onde não é possível chegar com plantadeiras.

Negócios da madeira

Uma rodada de negócios totalmente online voltada ao setor de madeira e móveis será realizada nos dias 17 e 18 de novembro. O evento é totalmente direcionado a empresas sediadas no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A promoção é da Apex-Brasil, em parceria com o Sistema Fiep, a Fiesc e a Fiergs. Serão convidados compradores das Américas, Europa e Oriente Médio e selecionados de acordo com as potencialidades do setor na Região Sul. Os segmentos prioritários são: móveis de madeira (indoor), componentes de madeira e insumos de madeira. Mais informações no e-mail [email protected]

Ipardes
O Ipardes – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, vinculado à Secretaria de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, tem novo diretor-presidente. Assume o cargo Antonio Guilherme de Arruda Lorenzi, substituindo Carlos Gomes Pessoa. O novo diretor-presidente é engenheiro, formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), e doutor em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). “É uma grande honra poder contribuir e somar aos dedicados colaboradores do Ipardes. Tenho certeza de que o trabalho desenvolvido pela equipe é essencial para subsidiar as tomadas de decisão do Governo do Paraná com pesquisas, estudos e projetos de políticas estaduais de desenvolvimento, sempre com muita transparência e qualidade”, afirma Lorenzi.

Preço do trigo

Apesar do pico da colheita, a cotação do trigo para dezembro na Bolsa de Chicago registrou alta de quase 15% nos últimos 30 dias. De acordo com especialistas, os produtores brasileiros, assim como os agricultores argentinos, russos e americanos estão retendo o cereal à espera de altas ainda maiores. “Com o avanço da colheita em importantes regiões produtoras como Paraná e Rio Grande do Sul, e em certa medida na Argentina, o cenário natural seria uma queda nos preços. No entanto, o clima muito irregular, reduziu a estimativa de safra da safra gaúcha e oeste do Paraná, fato que vem favorecendo a alta neste momento”, destaca o analista da Safras e Mercado, Jonathan Pinheiro. A seca também provocou perdas em outros players importantes do cereal como Rússia, Estados Unidos e Ucrânia.

Carcaça bovina

O levantamento realizado pela a StoneX apontou que os preços da carcaça bovina registraram uma valorização de 16% no último trimestre, na qual foram motivadas pelos ganhos recentes no preço do animal terminado no mercado físico. Os valores da carne suína apresentaram um crescimento de 61% e os preços do frango tiveram um crescimento de 29% no último trimestre. Diante da crise econômica ocasionada pela a pandemia de covid-19, a grande preocupação do mercado é como será o comportamento do consumidor pela as proteínas animais e se vão conseguir absorver as altas recentes no preço da carne bovina no varejo. O último trimestre no ano é marcado por um aumento sazonal nas compras da China, já os chineses fazem a composição dos estoques de proteína animal para as festividades do ano novo lunar.

Prévia da inflação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial do país, teve alta de 0,94% neste mês. Esta é a maior taxa para um mês de outubro desde 1995, quando havia ficado em 1,34%. A taxa também é superior à de setembro deste ano (0,45%). Com o resultado, o IPCA-15 acumula taxas de inflação de 2,31% no ano e 3,52% em 12 meses. Os dados foram divulgados na última sexta-feira, 23, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo de despesas que mais influenciou a prévia da inflação em outubro foi alimentação e bebidas, que registrou alta de preços de 2,24%. Entre os produtos que apresentaram inflação no período: carnes (4,83%), óleo de soja (22,34%), arroz (18,48%), tomate (14,25%) e leite longa vida (4,26%).

PIB do agronegócio

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou a projeção da taxa de crescimento do produto interno bruto (PIB) do setor agropecuário de 1,6% para 1,9% em 2020. O percentual anterior tinha sido divulgado pelo Ipea, no dia 1º de outubro, na Visão Geral da Carta de Conjuntura número 48. De acordo com o Ipea, a revisão foi feita com base nas novas estimativas do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),para a produção agrícola em 2020, que foram divulgadas neste mês. Além disso, um estudo do Grupo de Conjuntura da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea levou em consideração projeções próprias para a pecuária a partir dos dados das Pesquisas Trimestrais do Abate, Produção de Ovos de Galinha e Leite.

Projeção 2021

Para o ano que vem, o Grupo de Conjuntura revisou a projeção de crescimento do PIB agropecuário de 2,4% para 2,1%. A revisão para baixo dos números estimados para 2021 é reflexo do aumento da base de comparação, com o melhor resultado esperado para 2020. Conforme o boletim, divulgado hoje, essa alta da base de comparação em 2020 “é consequência de estimativas mais otimistas para as safras de soja e de milho do IBGE este ano. Essas culturas anteciparão parte da safra do início do próximo ano para o fim deste ano”. Para o próximo ano, foram usadas as projeções do primeiro levantamento do Boletim de Grãos da Safra 2020/2021 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e de lavoura da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Investimento direto

Em um ambiente de incertezas sobre o futuro do Brasil, na esteira da pandemia do novo coronavírus, os Investimentos Diretos no País (IDP) somaram US$ 1,597 bilhão em setembro, informou o Banco Central. No mesmo período do ano passado, o montante havia sido de US$ 6,033 bilhões. O resultado ficou abaixo do piso das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast, que iam de US$ 1,6 bilhão a US$ 6,3 bilhões, com mediana de US$ 2,1 bilhões. Pelos cálculos do Banco Central, o IDP de setembro indicaria entrada de US$ 2,0 bilhões. No acumulado do ano até setembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 28,554 bilhões. A estimativa do BC para este ano é de IDP de US$ 50,0 bilhões. Este valor foi atualizado no último Relatório Trimestral de Inflação.

Matéria-prima em falta

Depois de paralisar a produção por causa das medidas de distanciamento social adotadas para combater o avanço da pandemia de Covid-19, a indústria brasileira enfrenta dificuldades para adquirir insumos e matéria-prima. Segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 68% das empresas consultadas revelam dificuldades para comprar insumos ou matérias-primas no mercado doméstico e 56% no mercado internacional. A CNI consultou 1.855 empresas entre os últimos dias 1.º e 14. No levantamento, 82% das indústrias consultadas relataram alta nos preços — 31% falaram em “alta acentuada”. Segundo o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi, a economia reagiu em uma velocidade acima da esperada, o que provocou um descompasso entre oferta e procura por insumos.Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.