conecte-se conosco

Paraná Empreendedor

Economia Criativa – Paraná Futuro

Inovação e criatividade já se configuravam em todo o mundo como ferramentas básicas e consistentes para o sucesso de uma empresa ou governo. Durante a pandemia de Covid-19 elas ganharam ainda mais relevância

Publicado

em

Pesquisa realizada pela Strategy &-PwC aponta que 96% das empresas entrevistadas nos 23 maiores setores da economia no país que usaram inovação e criatividade como ferramentas foram bem-sucedidas no enfrentamento dos impactos causados pela pandemia em suas atividades.

Embora todas as esferas governamentais sejam relativamente lentas para dar respostas e suporte adequado às necessidades dos novos tempos, muita coisa está sendo feita tanto no Estado do Paraná quanto nos municípios. Por exemplo, o Biopark de Toledo estimula o crescimento da Região Oeste. Guarapuava se destaca com empresas inovadoras principalmente nas áreas de saúde e educação.

Curitiba está presente com frequência em listas mundiais de cidades inteligentes. É desde 2014 integrante da Rede Mundial de Cidades Criativas da UNESCO na área de Design. A capital instituiu recentemente o programa Sandbox, sendo uma das primeiras do Brasil a adotar este modelo que cria condições simplificadas para que empresas e startups possam temporariamente testar técnicas, tecnologias e modelos de negócios experimentais e inovadores.

Esta cultura de apoio à inovação e criatividade já rendeu o surgimento do terceiro unicórnio em Curitiba. Depois de Ebanx e MadeiraMadeira foi a vez do Olist. Integrante do TecnoParque a empresa mantém uma plataforma que oferece soluções de vendas e serviços de e-commerce e entrou para a lista das empresas de tecnologia avaliadas em pelo menos US $1 bilhão.

Ações da sociedade civil organizada independentes ou em parceria com os governos em conjunto com uma ativa produção acadêmica também são representativas no cenário de apoio e estímulo aos setores da Economia Criativa. Nos últimos 20 anos, escritórios e profissionais das mais diversas formações, principalmente da área de Design, têm sido premiados mundialmente pelo desenvolvimento de produtos e serviços para seus clientes.

A Economia Criativa com seu potencial de capilaridade, suas conexões entre inovação, criatividade, cultura, tecnologia e sustentabilidade, usando capital intelectual como princípio ativo, tem se consolidado em todo mundo contribuindo significativamente para o desenvolvimento local e nos resultados de melhoria da qualidade de vida.

*Colaboração: Aulio Zambenedetti – Designer e Servidor Público

Continuar lendo
Publicidade