conecte-se conosco

Painel do Turismo

Fandango Caiçara

Historicamente, o fandango era a principal forma de diversão, de intercâmbio cultural entre as gerações

Publicado

em

Painel do Turismo

E os Bailes voltaram, amanheceee!!

Esse mês de junho foi marcado pelo retorno dos tradicionais Bailes de Fandango no Mercado do Café, depois de mais de dois anos sendo apresentados no formato online pelo facebook da Secretaria de Cultura e Turismo de Paranaguá, que realiza as apresentações. A primeira apresentação presencial contou com o Grupo do Mestre Zeca – Viola Afinada, na semana seguinte do Grupo Mandicuera, e neste sábado segue o Baile com o Grupo Mestre Romão.

Além da apresentação musical com os instrumentos típicos: rabecas, adufos, violas e machetes, a apresentação da dança coreografada e batida com os tamancos no tablado também compõe o fandango. Por essas características específicas de saberes e musicalidade própria, o fandango é um atrativo cultural expressivo para os visitantes e turistas que sempre estão em busca de vivências e experiências locais memoráveis.

Historicamente o fandango era a principal forma de diversão, de intercâmbio cultural entre as gerações e sempre associado ao trabalho comunitário. Em Paranaguá a maior concentração de grupos de fandango é na Ilha dos Valadares, onde estão os mestres fandangueiros que são os responsáveis pela continuidade e transmissão da tradição para os mais novos, incluindo tocar e produzir de forma artesanal os instrumentos e bater o tamanco.

O fandango de acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional é uma expressão musical-coreográfica-poética e festiva da cultura caiçara, muito importante nos territórios onde se concentram, do litoral sul de São Paulo ao litoral norte do Paraná. Devida a importância cultural e histórica, em 2012 foi reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil, inscrito no Livro de Registro das Formas de Expressão. Esse processo que salvaguarda o fandango visa manter essa tradição viva, transmitindo os saberes de geração em geração, e a realização desses Bailes de Fandango e de outras apresentações são formas de preservar e difundir essa cultura caiçara.

Continuar lendo
Publicidade