conecte-se conosco

Maçonaria

Maçonaria e Religião

Há poucas semanas expusemos que entre as regras de funcionamento para que uma instituição maçônica (e consequentemente os maçons que a integram) possa ser considerada regular está a “crença num Ser Superior”

Publicado

em

A MAÇONARIA E A IGREJA

Há poucas semanas expusemos que entre as regras de funcionamento para que uma instituição maçônica (e consequentemente os maçons que a integram) possa ser considerada regular está a “crença num Ser Superior”. Este aspecto, entre outros, e o fato de os maçons se reunirem em local que denominam “templo”, conduz ao entendimento leigo de que a maçonaria seja uma religião. Isso é verdade? 

Sem entrarmos em filosofia mais profunda, por definição, vemos que “religião” é a “faculdade ou sentimento que nos leva a crer na existência de um ente supremo como causa, fim ou lei universal”, ou ainda, é “um laço que une o homem a Deus como à fonte de sua existência”, ou ainda, é o “sistema de crenças não testáveis existentes para uma ou mais deidades, e as práticas que acompanham, principalmente adoração e sacrifício (de si próprio ou de outros)”.

Assim, pode-se dizer que “religião” é “a crença num Ser Superior”, sendo ela então o requisito de funcionamento da Maçonaria, mas não a própria Maçonaria. 

A Maçonaria, portanto, não é uma religião. É nada mais que uma associação que tem por objetivo promover a união recíproca dos homens, no sentido mais amplo e elevado do termo, e para tanto admite em seu seio pessoas de todos os credos religiosos, sem nenhuma distinção.

Nesse sentido, é possível também afirmar que, embora não sendo uma religião, a Maçonaria é religiosa, pois reconhece a existência de um único princípio criador, regulador, absoluto, supremo e infinito, Deus, tido como o GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO, uma entidade espiritualista que se contrapõe ao predomínio do materialismo. Estes fatores, que são essenciais e indispensáveis para a interpretação verdadeiramente religiosa e lógica do UNIVERSO, formam a base de sustentação e as grandes diretrizes de toda ideologia e atividade maçônicas.

Desta forma, jamais a nenhum maçom é exigida a apostasia, isto é, que renuncie a sua religião ou fé religiosa, seja ela qual for. A Maçonaria acolhe homens de qualquer religião, desde que acreditem em um só Princípio Criador, Deus. É um requisito, uma condição individual indispensável para pertencer à Maçonaria, assim como são requisitos ser homem livre e de bons costumes; ser consciente de seus deveres para com a Pátria, seus semelhantes e consigo mesmo; ter uma profissão ou oficio lícito e honrado que lhe permita prover suas necessidades pessoais e de sua família e a sustentação das obras da Instituição.

E assim como a Maçonaria não é uma “Igreja” (religião), o seu templo também não é uma “igreja” (local de encontro religioso). O Templo Maçônico é meramente o lugar próprio onde os maçons se reúnem periodicamente para praticar as cerimônias ritualísticas que lhes são permitidas (sem nenhum caráter de culto à divindade), em um ambiente fraternal e propício para concentrar atenção e esforços para melhorar o caráter e a vida espiritual, e desenvolver seu sentimento de responsabilidade, propiciando tranquilidade para meditar sobre a missão do homem na vida, recordando-lhes constantemente os valores eternos cujo cultivo lhes possibilitará acercar-se da verdade.

A Maçonaria é, e os maçons devem ser, absolutamente tolerantes. A Maçonaria combate a ignorância, a superstição e o fanatismo e portanto exige de seus membros a mais ampla tolerância e respeito a todas as opiniões, sejam políticas ou de crenças religiosas. Reconhece que todas as religiões e ideais políticos são igualmente respeitáveis e rechaça toda pretensão de outorgar situações de dominação ou de privilégio a qualquer uma delas em particular.

Com base em informações do GOB-PR, Dicionário online Michaelis, e Dicionário de Filosofia, online, organizado por Sérgio Biagi Gregório.

Responsável: Loja Perseverança ([email protected]) – Jorn. Fernando Gerlach (DRT-PR n.º 2327)

Continuar lendo
Publicidade