conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

O Velho Teatro Paranaguense- parte I

Em meados do século XIX, as primeiras encenações teatrais em Paranaguá eram apresentadas ao ar livre. Antônio Vieira dos Santos, em suas obras, registrou como as festividades ligadas ao teatro movimentavam a vila de Paranaguá

Publicado

em

Sucessão no IHGP

Em meados do século XIX, as primeiras encenações teatrais em Paranaguá eram apresentadas ao ar livre. Antônio Vieira dos Santos, em suas obras, registrou como as festividades ligadas ao teatro movimentavam a vila de Paranaguá e descreveu que as encenações não terminaram nem mesmo sob a chuva. Apesar de não sabermos em quais locais as companhias se apresentavam, sabe-se que, em 1829, existia em Paranaguá uma via pública com o nome de beco do teatro. Esse fato faz supor a existência de um lugar onde as peças eram representadas ou ainda, de um prédio adequado à exibição desse belo divertimento. Entretanto, o próprio Vieira dos Santos nada esclarece nesse ponto. A referência que ele faz sobre o beco do teatro, em si, é passageira e retratada com apenas uma notícia de um sangrento conflito ocorrido nesse beco. Posteriormente, devido a esse e a outros incidentes, a rua passou a ser apelidada de Rua das Mortes.

Somente dez anos mais tarde, no ano de 1839, é que encontramos uma notícia atribuída ao primeiro edifício destinado à arte teatral. Nesse contexto, estava sendo organizado um grêmio formado com o objetivo de adquirir um prédio destinado às apresentações de teatro. Por um contrato firmado com o proprietário, Sr. José Ricardo, a agremiação adquiriu prédios existentes na Rua das Mortes, atual Rua Pêcego Júnior, entre as ruas Silva Lemos e Conselheiro Barradas. A compra foi efetuada pela quantia de 400$000. Assim, nessa ocasião, surgiu o Teatro Paranaguense, cujos os fundadores e diretores foram: o Comendador Manoel Francisco Correia Junior, Manoel Antônio Guimarães, Coronel Manoel Francisco Correia, Capitão Mor-Manoel Antônio Pereira e o Sargento Mor-João Antônio dos Santos.

O teatro possuía duas séries de camarotes com uma bela e ampla plateia. A inauguração ocorreu em 1840, por ocasião da celebração da festa de Páscoa. Além da representação inaugural, outras se fizeram nesse mesmo ano. Em 17 de julho de 1841, realizou-se no teatro um espetáculo de gala, feito em homenagem à coroação do imperador Dom Pedro II. A cerimônia foi repleta de atividades, sendo finalizada com um grandioso baile.  Esse e outros eventos repletos de histórias incríveis ocorreram nesse antigo teatro, como demonstraremos na nossa próxima coluna.

Referências

Acervo do IHGP. Revista O Itiberê, 1925.

Geovanny de Souza

Diretor da Biblioteca – IHGP biênio 2021-2022

Continuar lendo
Publicidade