Connect with us

Crônicas

As musas de Xico Sá

Publicado

em

Não é de hoje que gosto da escrita de Francisco Reginaldo de Sá Menezes. Dito assim quase ninguém conhece, mas se eu disser que se trata de Xico Sá, é possível que alguém lembre.

Acabei de ler “O livro das mulheres extraordinárias”, em que Xico escreveu várias crônicas e, nelas, rasga-se de amor, tesão, devoção, desejo, delírios e testosterona por mais de cem mulheres numa, digamos assim, safadeza poética, alternando palavras corriqueiras usadas, comumente, por homens em rodas de conversas e outras escolhidas a dedo para enaltecer as mulheres tão bem selecionadas para a edição. 

Para citar algumas: Luiza Brunet, Deborah Secco, Adriana Esteves, Gisele Bündchen, Marisa Monte, Claudia Ohana e por aí vai. Cada crônica tem como título o nome delas. 

A que se refere à Deborah Secco traz o subtítulo “Pedaço de mau caminho”. O texto inicia de forma exclamativa com “Gostosa!” e, na sequência, o autor afirma “Não há como começar de outro jeito”. 

Gostoso mesmo é ler e observar como a mulher carrega esse poder absoluto de tirar um homem do eixo, seja num remexer de quadril, num olhar, na maneira de conversar e se portar, no jeito de sacudir o cabelo ou numa cruzada de pernas. 

Xico fala abertamente, sem rodeios, o que nós mulheres já sabemos, mas documentado e registrado em livro dá a credibilidade necessária para entendermos, um pouco, como funciona a cabeça masculina.

Cheguei à seguinte conclusão: como é bom ser homem. E mais: Como é bom ser homem e escritor.

Quem há de censurar Xico e sua verve afiada derretendo-se em elogios às mulheres e relatando o que sua imaginação fértil e insaciável é capaz, sem nenhum pudor, constrangimento ou preocupação com possíveis futuros julgamentos.

Fico imaginando se fosse uma escritora e se declarasse para mais de cem homens, fazendo de cada crônica uma catarse de seus desejos mais íntimos e secretos.

A literatura permite e abre a porta para essa explosão de sentimentos porque escrever é a casa dos delírios, mas a sociedade machista ainda aponta o dedo e faz reprovação. 

Xico, admiro você. Nascer homem é carregar uma liberdade inteira.

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.