Connect with us

ADI Paraná

Gugu na Alep

O deputado Gugu Bueno (PL) assumiu nesta segunda-feira, 6, o mandato na Assembleia Legislativa

Publicado

em

O deputado Gugu Bueno (PL) assumiu nesta segunda-feira, 6, o mandato na Assembleia Legislativa e agradeceu as lideranças do PL, os deputados Fernando Giacobo (presidente estadual) e Marcel Micheletto (secretário estadual de Administração e Previdência), e o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC).


Eleito
O deputado Alexandre Amaro (Republicanos) será eleito, de forma unânime, na terça-feira, 7, o 5.º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. O cargo ficou depois que o deputado Marcel Micheletto (PL) assumiu a chefia da Secretaria de Administração e Previdência.

 
Pede para sair

Não está nada boa a relação entre o deputado Coronel Lee (PSL) e o secretário Coronel Rômulo Marinho Soares (Segurança Pública). A refrega agora é a entrega de EPIs (equipamentos de proteção individual) aos policiais militares. “Se não entende nada de segurança, pede para sair”, disse Coronel Lee na sessão de segunda-feira, 6.

Novas datas

A deputada Maria Victória (PP) disse que é positivo o adiamento das eleições municipais para 15 e 29 de novembro. “Esta definição é positiva pois o impasse para o calendário eleitoral na disputa dos municípios trazia muitas dúvidas. É importante lembrar que se caso um município ou estado não apresentar condições sanitárias para realizar as eleições em novembro, o Congresso poderá editar um decreto legislativo designando novas datas. Vamos cuidar da saúde de todos e defender a democracia em prol do desenvolvimento do nosso país e em especial do Paraná”.

Balanço positivo

O deputado Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, avalia os 100 dias de trabalho durante a pandemia. Apesar da crise sem precedentes, o balanço que é positivo. “A Assembleia se reinventou completamente para enfrentar essa ameaça. Afastamos os funcionários que integram os grupos de risco, que passaram a atuar em home office. Estamos fazendo as sessões de forma remota, preservando os deputados de riscos de contágio, que seriam muito grandes em sessões presenciais”.

Não quero

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, negou o convite de Jair Bolsonaro para ser o novo comandante do MEC. Pelas redes sociais, Feder agradeceu ao presidente e desejou sorte e uma boa gestão no Ministério da Educação, que segue sem um titular desde a saída relâmpago de Carlos Alberto Decotelli. Pessoas próximas afirmam que o presidente vai escolher um nome técnico para o cargo, apesar dos afagos ao setor radical.

Eleições em aberto

O pré-candidato do PSDB a prefeito, Edson Lau, afirmou que a eleição municipal em Curitiba marcada para 15 de novembro “está aberta”.  “O PSDB tem condições de apresentar um projeto qualificado para a cidade, sem radicalismos ou ressentimentos, mas que tenha o foco e o dinamismo que momento histórico exige”, disse o pré-candidato.  O PSDB tem condições de apresentar um projeto qualificado para a cidade, sem radicalismos ou ressentimentos, mas que tenha o foco e o dinamismo que momento histórico exige, afirma Edson Lau.


Testes liberados

A Anvisa autorizou os testes brasileiros com a vacina desenvolvida pela empresa Sinovac, sediada na China, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. As análises devem ser testadas em cerca de nove mil pessoas em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal. O imunizante é feito a partir de cepas inativas do Coronavírus e o objetivo é avaliar a segurança e a eficácia na imunização contra a Covid-19.

Planos de retomada

O governo do Paraná tem projetado um cenário diferenciado pós-pandemia. O governador Ratinho Júnior (PSD) e equipe seguem confiantes na retomada acelerada, para isso estão sendo criados incentivos para a economia, um grande e bom exemplo é o selo Made in Paraná, para estimular o consumo regional e recuperar as perdas sociais e financeiras provocadas pela interrupção de atividades.


Retomada II

Outro grande incentivo é o programa de estímulo aos arranjos produtivos locais, aglomerados de empresas e incentivo à geração de emprego a partir da execução de obras públicas e privadas. Para o enfrentamento da pandemia, o Paraná disponibilizou créditos que somam R$ 1 bilhão para atender empreendedores de todos os portes com a criação do programa Recupera Paraná. O governo também promoveu a isenção do Imposto sobre ICMS para 270 mil micros e pequenas empresas.

Detran

O Detran suspendeu o atendimento presencial nas sete regiões do Estado que tiveram medidas mais restritivas decretadas para conter o avanço do Coronavírus. As medidas, como a suspensão dos serviços não essenciais, impactaram as regiões de Curitiba, Cornélio Procópio, Cianorte, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu e Londrina. O único serviço presencial que poderá ser realizado é a liberação de veículos dos pátios do órgão, que funcionará em regime de plantão.


Home office

Pesquisa feita pela USP mostra que há um grande potencial de expansão do trabalho em home office no Brasil, pós pandemia da Covid-19, em cargos de nível superior, gestores e professores. Segundo a pesquisa, os trabalhadores reportaram altos níveis de satisfação com seu trabalho em casa: 70% disseram que gostariam de continuar trabalhando em home office depois da pandemia; 19%, que não gostariam; e 11%, que são indiferentes.

Sem leitos!

Foz do Iguaçu atingiu 100% dos leitos de UTI disponíveis para covid-19 ocupados. Os 35 leitos da cidade estão ocupados. Na enfermaria, a ocupação é de 27,42%, ou seja, 17 leitos estão com pacientes em um total de 62 leitos. Com todos os leitos ocupados, o Hospital Costa Cavalcanti ativou os cinco leitos, conforme anunciado na semana passada, passando de 10 para 15 leitos. Dessa forma, a saúde de Foz agora conta com 40 leitos para atender os casos de covid-19.

Efeito pandemia

Dados do Caged/Ministério da Economia mostram que entre março e maio foram cortados 94.450 vínculos com carteira assinada no Paraná, com impacto mais relevante no setor de serviços (-47.326), comércio (-25.565) e indústria (-21.286). Apenas em maio, o estado perdeu 23.856 empregos e o resultado acumulado do ano já é e 47.696 empregos a menos. Mesmo assim, o Paraná teve menos demissões do que Rio Grande do Sul e Santa Catarina ao longo de 2020.



Redação ADI-PR Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.