conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Senado aprova projeto de regulamentação da equoterapia

Apae de Paranaguá avalia os benefícios da terapia para o desenvolvimento dos alunos. (foto: divulgação)

Publicado

em

O Senado aprovou na terça-feira, 9, a regulamentação da equoterapia como método de reabilitação de pessoas com deficiência. O autor da proposta é o senador Flávio Arns, que aponta a terapia como uma ferramenta importante para o desenvolvimento de novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima. O texto aprovado segue agora para sanção da Presidência da República.

A equoterapia é um método que utiliza o cavalo para alcançar o desenvolvimento de pessoas com deficiência e/ou com necessidades especiais. A Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil) considera o animal um agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico.

“Esta atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio”, explicou a Ande.

A Ande-Brasil comemorou a aprovação do projeto no Senado. “No ano em que a Associação Nacional de Equoterapia comemora 30 anos, avançamos mais um grande passo. É um grande dia para todos nós, fruto do esforço contínuo não apenas da Ande-BRASIL, mas de todo mundo que trabalha com equoterapia e acredita em seu potencial transformador”, destacou a Associação nas redes sociais.

A prática da equoterapia é indicada para os seguintes quadros clínicos: doenças genéticas, neurológicas, ortopédicas, musculares e clínico metabólicas; sequelas de traumas e cirurgias; doenças mentais, distúrbios psicológicos e comportamentais; e distúrbios de aprendizagem e linguagem.

De acordo com o projeto, a equoterapia passa a ser condicionada a um parecer favorável, com avaliação médica, psicológica e fisioterápica. Para isso, a atividade dependerá de uma equipe multiprofissional, com médico, médico veterinário e uma equipe mínima de atendimento composta por psicólogo, fisioterapeuta e um profissional da equitação.

O texto descreve que os centros somente poderão operar se obtiverem alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária e de acordo com as normas sanitárias previstas em regulamento.

A Escola Municipal Maria Nely Picanço, a Apae de Paranaguá, acredita que quanto mais terapias diferenciadas, melhor o desenvolvimento de seus alunos

APAE DE PARANAGUÁ

A fisioterapeuta da Escola Municipal Maria Nely Picanço, a Apae de Paranaguá, Fernanda de Almeida Bonaldi, acredita que todo método que tenha como objetivo trazer benefícios aos alunos é bem-vindo.

“Para crianças e adolescentes, quanto mais terapias diferenciadas, melhor para o desenvolvimento. Reconhecemos os benefícios da equoterapia, a marcha do cavalo se assemelha à do caminhar humano, e temos um controle maior de cabeça, de tronco, de equilíbrio. Como fisioterapeuta, posso dizer que a equoterapia dá certo, viria só a somar ao trabalho e as terapias que já realizamos na Apae”, destacou Fernanda.

A Apae de Paranaguá possui hoje 305 alunos, entre crianças, adolescentes e adultos, sendo que 75 deles são cadeirantes. “Até no caso de bebês para estimulação precoce, como temos na Apae, a equoterapia pode ajudar bastante. Se tivermos os cavalos e o pessoal treinado, o resto a gente corre atrás para conseguir”, frisou a fisioterapeuta Fernanda.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.