conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Prefeito Marcelo Roque inaugura Unidade Avançada do Erasto Gaertner em Paranaguá

Essa é a segunda unidade descentralizada do Paraná para o tratamento do câncer (Foto: Leonardo Barbosa/Secom)

Publicado

em

Na segunda-feira, 27, foi inaugurada, em Paranaguá, a unidade descentralizada do Hospital Erasto Gaertner (HEG). O prédio vai oferecer atendimentos oncológicos à população do município que, atualmente, precisa se deslocar até Curitiba para tratar a doença. A solenidade aconteceu em frente à unidade avançada, com a presença de várias autoridades municipais, estaduais e federais, assim como representantes do Hospital.

Prefeito Marcelo Roque fez assinatura do Termo de Cooperação Técnica

O nome dado ao local foi uma homenagem ao jovem parnanguara Marcos Vinícius dos Santos Costa, que faleceu em dezembro do ano passado vítima de aplasia medular. O HEG atende cerca de 150 pessoas do litoral. Com a nova unidade, espera-se que até 65% destes pacientes sejam atendidos na nova unidade. O espaço terá capacidade de realizar até 20 quimioterapias e 60 consultas por dia.

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, comemorou o avanço que a unidade representa para a qualidade de vida dos munícipes.

“Já estava esperando há muito tempo a inauguração, estamos nessa expectativa desde 2018. Esse dia é muito importante para as pessoas que saem quatro horas da manhã para ir até Curitiba fazer o tratamento e voltar depois de 10h, debilitadas, podendo fazer a quimioterapia aqui em Paranaguá. Só quem viveu isso sabe o que estou falando, por isso é uma felicidade imensa entregar essa obra. Agradeço a Deus que colocou pessoas ao meu lado com respeito e dignidade para entregar isso à população de Paranaguá”, disse o prefeito.

Ele também destacou que já houve o investimento de R$ 500 mil na adequação do prédio e mais cerca de R$ 1 milhão para aquisição dos equipamentos para viabilizar o atendimento. E ainda serão investidos, aproximadamente, R$ 2,5 milhões/ano de custeio.“Estamos em tratativa com o Governo do Estado para que seja possível atender também os outros municípios do litoral”, afirmou o prefeito.

“Consultas devem iniciar a partir do dia 15 de fevereiro e, no início de março, as quimioterapias”, disse a secretária municipal de Saúde de Paranaguá, Lígia Regina de Campos Cordeiro

A secretária municipal de Saúde de Paranaguá, Lígia Regina de Campos Cordeiro, explicou quando os atendimentos devem ser iniciados na unidade. “O que me chamou a atenção foi a união de esforços para a entrega desta unidade. Hoje, é a realização de um sonho de todos os parnanguaras. As consultas devem iniciar a partir do dia 15 de fevereiro e, no início de março, as quimioterapias. O Hospital já vai começar a fazer as capacitações dos servidores que vão atuar na unidade”, informou Lígia.

Diferencial da unidade

“Combater o câncer com mais eficiência e afeto é a nossa missão”, destacou o superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago

Para o superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago, o objetivo é que com o projeto “Erasto Mais Perto de Você” a unidade traga soluções para a população. “É fazer com que os pacientes viajem menos, fiquem mais próximos de seus familiares. Combater o câncer com mais eficiência e afeto é a nossa missão”, destacou Lago.

A unidade do HEG em Paranaguá é a segunda do Estado. Segundo Lago, além da de Paranaguá ser maior, tem outro diferencial. “Deixamos a unidade maior e podemos instalar a capela de fluxo laminar, isso faz com que todos os protocolos de quimioterapia possam ser feitos aqui. Em espaço físico ela também é maior e a gente espera que com isso possamos atender mais pacientes. Nossa meta é fazer com que todos os pacientes de Paranaguá passem por avaliação nessa unidade. Nossa meta é qualitativa e não quantitativa”, finalizou Lago.

Referência no Paraná

“Temos a orientação do governador Ratinho Júnior fazer com a regionalização da saúde e a descentralização do serviço possa ocorrer de verdade”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, lembrou que o Hospital Erasto Gaertner é uma referência paranaense e nacional no combate ao câncer e que há a intenção de melhorar cada vez mais os atendimentos em saúde. “Temos a orientação do governador Ratinho Júnior fazer com a regionalização da saúde e a descentralização do serviço possa ocorrer de verdade. Essa unidade é um exemplo vivo do que nós pregamos e fazemos. Vamos começar a articular o pagamento e os serviços que serão realizados aqui”, destacou Beto Preto.

O diretor da 1.ª Regional de Saúde, José Carlos de Abreu, frisou o compromisso no estabelecimento do serviço oncológico na região. “A iniciativa é muito positiva, pois permite que os pacientes do litoral tenham acesso ao serviço de forma muito mais facilitada. O Governo do Estado tem o compromisso de apoiar a implantação desse serviço, vamos apoiar essa iniciativa tanto com recursos financeiros como com propostas de trabalho, algo que é muito importante para o litoral”, ressaltou Abreu.

Senador do Paraná, Flávio Arns, também prestigiou o evento e evidenciou o trabalho de excelência do HEG

O senador do Paraná, Flávio Arns, também prestigiou o evento e evidenciou o trabalho de excelência do HEG. “Estamos falando de um hospital que tem décadas de experiência nessa área e é muito importante que ele seja descentralizado, ou seja, atender a população perto de onde as pessoas moram e trabalham. Isso dá tranquilidade, segurança e economia, inclusive, porque evita que o ônibus da prefeitura se desloque até Curitiba. A unidade em Paranaguá é um passo importante para a cidade e todo o litoral”, afirmou Arns.

Deputado estadual Michele Caputo acompanhou a entrega da primeira unidade descentralizada do HEG, em Irati, há dois anos

O deputado estadual, Michele Caputo, antigo secretário de Estado da Saúde, comentou que a unidade em Paranaguá era um desejo antigo do Governo. Ele acompanhou a entrega da primeira unidade descentralizada do HEG, em Irati. “Em dois anos de serviço implantado em Irati, já identificam 60% das questões. Isso é extremamente importante porque aproxima o serviço estratégico de saúde das pessoas, diminui as faltas e deixa a unidade central em Curitiba reservada para casos de maior complexidade. O prefeito Marcelo Roque foi a Irati a convite nosso e tenho certeza absoluta de que logo o Estado vai colocar também o seu aporte de recursos”, evidenciou Caputo.

“Todos os vereadores votaram favoravelmente para que isso acontecesse”, afirmou o presidente da Câmara de Vereadores de Paranaguá, Waldir Leite

O presidente da Câmara de Vereadores de Paranaguá, Waldir Leite, afirmou que houve todo o apoio para que a unidade saísse do papel e se tornasse realidade no município. “Todos os vereadores votaram favoravelmente para que isso acontecesse. Eu vejo este como mais um equipamento importante no avanço do atendimento, que será muito mais humanizado, confortável para que as pessoas possam ter mais esperança no tratamento”, disse Leite.

“Quando falamos em prestar um auxílio a quem precisa, vai muito além de uma religião”, destacou o bispo de Paranaguá, dom Edmar Peron

O bispo da Diocese de Paranaguá, dom Edmar Peron, esteve no evento de inauguração para dar a sua bênção ao novo espaço. “Fiquei muito feliz quando soube dessa inauguração. Porque quando falamos em prestar um auxílio a quem precisa, vai muito além de uma religião. O município tomou essa iniciativa de dar passos para socorrer as pessoas que tanto sofrem porque o câncer está muito presente em nossa cidade, muitas famílias vivem isso”, frisou dom Edmar.

O espaço terá capacidade de realizar até 20 quimioterapias e 60 consultas por dia

Homenageados

Além da homenagem ao jovem Marcos Vinicius, as salas da unidade avançada em Paranaguá também receberam nomes de pessoas que lutaram contra o câncer. Foram eles: Yossef dos Santos, Edna Maria Garcia Domingues, Máximo Ramos dos Santos e Fátima Emídio da Silva.

O interior da unidade conta com toda a estrutura necessária para atender as primeiras avaliações, consultas médicas, consultas multiprofissionais, curativos, dispensação de medicamentos, quimioterapia oral e infusional. A exposição de fotos “Ártemis”, do fotógrafo André Alexandre, com mulheres acompanhadas pelo Instituto Peito Aberto decora o espaço e traz mais esperança e força para os pacientes.

[videoyoutube]aTf21YdV2XI[/videoyoutube]

Continuar lendo
Publicidade

Em alta