conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Pilates une treino físico e terapêutico na mesma atividade

Técnica tem mais de 500 exercícios controlados que trabalham a mente e o corpo

Publicado

em

O Pilates é uma técnica criada em 1929 por Joseph Pilates, que pode trazer benefícios para todas as idades e níveis de condicionamento físico. A instrutora de Pilates, Patrícia Bartnik de Castilho Pereira Andrade, explicou que a atividade aumenta a força, flexibilidade, equilíbrio, tonifica e fortalece músculos, trabalha o abdômen, assim como a consciência corporal, evita lesões, reduz o estresse, alivia a tensão, aumenta a energia, melhora a postura, a circulação, além de auxiliar na qualidade do sono.

PERDA DE PESO

Segundo Patrícia, quanto mais massa muscular, mais calorias são queimadas. “A prática do Pilates ajuda a eliminar peso. Contudo, o foco do exercício também deve ser a conquista do equilíbrio entre o corpo e a alma, ganho de flexibilidade, diminuição gradativa do estresse, melhora na postura e prevenção de problemas de saúde como hipertensão e diabetes, pois estes são resultados alcançados por quem decide passar algumas horas por semana praticando a técnica”, disse a instrutora.

O Pilates é uma atividade neuromuscular que trabalha músculos, ossos e articulações de maneira intensa. “Isso acelera o metabolismo corporal e favorece a obtenção de um corpo saudável e tonificado. Após um mês de aula, o praticante já começa a perceber alguns resultados. Em uma hora de aula, é possível eliminar de 200 a 400 calorias, de acordo com os exercícios praticados”, explicou Patrícia.

Pilates é uma atividade neuromuscular que trabalha músculos, ossos e articulações de maneira intensa

DIFERENCIAIS DO PILATES

A técnica é um sistema de mais de 500 exercícios controlados que trabalham a mente e o corpo. “Ele é balanceado entre o treino de força e flexibilidade que melhoram a postura, reduz o estresse e tonifica a musculatura. Vários músculos do corpo são trabalhados ao mesmo tempo através de exercícios suaves e contínuos, com uma particular concentração e estabilização do centro do corpo (o abdômen, as costas e a cintura pélvica)”, afirmou Patrícia.

O pilates pode ser praticado duas vezes por semana e os benefícios começam a ser sentidos em cerca de um mês e meio. A atividade também é indicada para mulheres com gravidez sem risco, mas ainda assim é preciso ter alguns cuidados.

“Evite os exercícios que requerem que você deite de costas, pois esta posição pode comprometer o sistema circulatório da mãe e do feto; e não inicie uma atividade totalmente nova no primeiro trimestre. Muitos exercícios de alongamento e fortalecimento do Pilates podem ser bons para o corpo e a mente da mulher. Importante: durante a gravidez, somente pratique Pilates sob a orientação de um instrutor que tenha sido especialmente treinado para ensinar mulheres em tal condição”, orientou Patrícia.

GANHO DE MASSA MUSCULAR

Como a maioria das atividades físicas, o Pilates traz ganho de massa muscular, porém não no mesmo nível que a musculação ou outra atividade com sobrecarga elevada, por exemplo. “Para que o praticante ganhe massa muscular com Pilates, a orientação do trabalho no estúdio deve ter essa direção. Na maioria das vezes, para obtenção de resultados mais satisfatórios, o indicado é a união do método à musculação”, considerou Patrícia.

O foco do Pilates está na qualidade no movimento ao invés da quantidade, o que faz seus praticantes se sentirem revigorados e não exaustos depois dos treinos. “O Pilates tem uma abordagem balanceada, então nenhum grupo muscular é sobrecarregado e o corpo trabalha de uma maneira eficiente, como um sistema holístico”, afirmou a instrutora Patrícia.

Continuar lendo
Publicidade