conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Cuidado com águas-vivas é essencial durante a temporada de verão

Descontaminação deve ser feita com lavagem com água do mar em local da pele que entrou em contato com a água-viva ou com vinagre, algo que pode ser feito em qualquer posto de guarda-vidas.

Publicado

em

A chegada do verão, prevista para o dia 22 de dezembro, ocasiona temperaturas mais elevadas e maior número de banhistas nas praias, consequentemente, aumenta o número de casos de acidentes com águas-vivas e caravelas. Os animais não atacam as pessoas, porém acidentes são causados no contato com a pele humana, visto que os espécimes liberam uma substância que causa envenenamento, algo conhecido como “queimadura”.

“Na temporada de 2016/2017, o Paraná registrou mais de 27 mil casos de acidentes. Já em 2017/2018, entre 21 de dezembro a 18 de fevereiro, o número reduziu significativamente para 1.188 casos. Na última temporada, 2018/2019, foram 1.469”, afirma a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), com base em dados do Corpo de Bombeiros do Paraná.

"A água-viva é como se fosse uma bola, com uma aparência mais gelatinosa, e a caravela parece com um pastel de cor roxa, a qual tem uma queimadura mais severa, mas não é tão comum no litoral sul do Brasil, o que temos é mais a água-viva. Esses animais têm como sistema de defesa células urticantes que quando entram em contato com a pele humana soltam uma substância tóxica que causam uma sensação de queimadura, a qual em uma situação normal a pessoa sente uma vermelhidão e um pouco de dor", ressalta o comandante do 8.º Grupamento do Corpo de Bombeiros do Litoral do Paraná, major Jonas Emmanuel Benghi Pinto.

Segundo o major, caso a pessoa tenha contato com a água-viva, ela deve lavar o local afetado com a própria água do mar. “Jamais o banhista deve utilizar água doce e urina, ele também pode procurar um posto de guarda-vidas onde fazemos a descontaminação e retiramos essas células urticantes que não dispararam veneno com uso do vinagre que tem esta propriedade. Se a pessoa estiver em uma situação em que, além da queimadura, passe a sentir dificuldades respiratórias, problema para se comunicar e inchaço na fase ou pescoço, a gente pode estar diante de um quadro alérgico, onde o guarda-vidas deslocará imediatamente uma ambulância ou helicóptero", afirma o major, ressaltando que a pessoa poderá buscar também um posto médico no caso de alergia.

TIPO MAIS ENCONTRADO NO LITORAL

Segundo a Sesa, “o tipo mais comum de água-viva encontrado no Paraná mede cerca de 13 centímetros com os tentáculos, tem consistência gelatinosa e a aparência de um guarda-chuva”, explica. “Provoca queimadura leve, não considerada grave. A caravela, por sua vez, chama a atenção pela cor roxa e azul e é semelhante a uma bexiga boiando no mar. Pode chegar a dois metros de comprimento com os tentáculos, os quais grudam na pele e liberam substâncias que causam o envenenamento, que pode ter uma manifestação sistêmica, ou seja, capaz de afetar todo o organismo. Neste caso, é necessário buscar atendimento médico hospitalar”, complementa a Secretaria de Saúde.

CUIDADOS E DÚVIDAS

Segundo a Secretaria de Saúde, jamais se deve tocar em águas vivas e caravelas, seja na água do mar ou na areia da praia, mesmo que aparentem estar mortas. “Se a pessoa for queimada, deve lavar o local apenas com a água do mar e não esfregar a região atingida. Em seguida, deve-se procurar um posto de salva-vidas para colocar vinagre e neutralizar a ação da toxina. Não pode passar água doce e nenhuma outra substância, como bebida alcoólica ou urina”, informa.

Em caso de dúvidas sobre acidentes, a população pode entrar em contato com o Centro de Controle de Envenenamentos do Paraná pelo número: 0800-410148 (CCE/PR)”, finaliza a Sesa.

 

*Com informações da SESA/AEN

Foto: AEN

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.