Connect with us

Ciência e Saúde

Campanha de Vacinação foca na imunização contra Sarampo e Poliomielite

Alerta maior é para que pais levem os filhos de 12 meses a cinco anos às unidades de saúde

Publicado

em

No próximo mês, de 6 a 31 de agosto, será realizada em todo o País a Campanha de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil. O Brasil já contabilizou mais de 600 casos de sarampo, uma doença antiga que voltou a preocupar as autoridades de saúde. O Paraná não confirmou nenhum caso da doença, mas o alerta é válido para manter a imunização contra o sarampo de crianças com idade entre 12 meses e cinco anos. A campanha é voltada para este público, mesmo se já receberu as vacinas anteriormente.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar ao menos 95% das crianças nessa faixa etária. Essas doses são oferecidas gratuitamente pelo Ministério da Saúde para todos os Estados. As vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela) fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis ao longo de todo o ano nos postos de saúde em todo o País.

LITORAL DO PARANÁ

Todas as unidades de saúde dos municípios do litoral do Paraná receberão doses suficientes para atender a população. A diretora da 1.ª Regional de Saúde, Ilda Nagafuti, afirmou que na região do litoral, no mês de junho, foram descartadas seis suspeitas de sarampo e outras duas permanecem em investigação. “Todas as crianças que apresentam as pintinhas, nós investigamos, fazemos a coleta e mandamos para pesquisa”, destacou Ilda.

Na campanha de vacinação realizada recentemente contra a gripe, as autoridades de saúde notaram uma baixa adesão na faixa etária das crianças. O que se espera é que nesta próxima campanha contra o sarampo e a poliomielite os pais se conscientizem e não deixem de levar seus filhos até a unidade de saúde para receber a dose. “Tem um grupo de pais que deixaram de vacinar seus filhos, o que é muito preocupante. Tem muita criança menor de cinco anos que não tomou a vacina”, acrescentou Ilda.

A recomendação é que as pessoas com até 29 anos de idade tenham em sua caderneta duas doses da vacina tríplice viral. Se a pessoa não tiver tomado as doses recomendadas, ou não tiver a certeza de que tomou as doses, a recomendação é procurar a orientação de um médico.“O foco são crianças até cinco anos, mas caso haja alguma dúvida, a recomendação é para que as pessoas que estejam na faixa de 30 a 49 anos devem ter na carteira de vacinação ao menos uma dose da tríplice, quem não tiver faz a complementação da carteira”, explicou Ilda.

De acordo com a diretora da Regional de Saúde, muitas pessoas não vivenciaram surtos de doenças como o sarampo e a paralisia infantil, o que faz com que não deem a devida importância para o perigo que elas oferecem à saúde pública. “Reportando ao tempo que tínhamos o hospital infantil em Paranaguá, entre 1980 e 1983, houve vários casos de sarampo e depois disso não houve mais surtos. Eu acredito que muitos não conhecem essas doenças, não tiveram essa experiência”, pontuou Ilda.

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.