conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Campanha de vacinação contra o sarampo atinge apenas 11,40% do público-alvo em Paranaguá

Primeira etapa da programação nacional de imunização distribuiu 1.307 doses entre crianças com idade de 6 meses a 5 anos incompletos

Publicado

em

Na segunda-feira, 4, a Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap), divulgou um balanço da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo no município em sua primeira etapa, abrangendo crianças de 6 meses a menores de 5 anos. A campanha, que aconteceu do dia 7 a 25 de outubro, aplicou um total de 1.307 doses em Paranaguá, sendo que a meta era imunizar 11.458 crianças, o que demonstra a baixa procura pela vacina por pais e responsáveis na cidade. 

“Foram aplicadas na primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo um total de 1.307 doses em Paranaguá. Puderam ser imunizadas apenas crianças com idade de 6 meses a 5 anos incompletos. A dose faz parte da rotina das unidades básicas de saúde de Paranaguá, ou seja, é aplicada o ano inteiro. Mas a meta estabelecida é de imunizar 11.458 crianças. Somente 11,40% do público-alvo foi atingido”, explica a assessoria da Semsap. 

 “Assim como temos registrado, infelizmente, baixa procura de outras vacinas, a do sarampo também ficou aquém do esperado. Pedimos que os pais das crianças com idade de 6 meses a 5 anos incompletos procurem nossas unidades de saúde para imunizá-las. É uma atitude de responsabilidade e de amor, pois sarampo não tem cura e a única forma de preveni-la é a vacina”, afirma a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro. 

SEGUNDA ETAPA DA CAMPANHA

De acordo com o município, a segunda etapa da campanha de vacinação será iniciada no dia 18 de novembro e acontecerá até o dia 30.

“Desta vez será voltada para o público jovem e adulto, pois só podem tomar a dose pessoas com idade entre 20 e 29 anos. O Dia D escolhido foi 30 de novembro. A exemplo da primeira fase, as doses estarão disponíveis em todas as unidades básicas”, destaca o município. 

“O objetivo da campanha é interromper a circulação do vírus do sarampo e proteger os grupos mais acometidos pela doença no País. Desde que os primeiros casos começaram a surgir em São Paulo, após quase 20 anos sem registro no País, aumentou a preocupação das autoridades com relação ao tema. Em Paranaguá, por estar em uma área bem próxima do Estado paulista e por ter um porto que recebe milhares de pessoas todos os dias oriundas dos quatro cantos do mundo, a imunização foi reforçada”, finaliza a Semsap. 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta