conecte-se conosco

Carnaval

Helenice: 44 anos de atividades no Carnaval de Paranaguá

Helenice Sant’Anna participa do Carnaval de Paranaguá desde 1975, sem nunca ter deixado de desfilar.

Publicado

em

 

Helenice Sant’Anna participa do Carnaval de Paranaguá desde 1975, estreando na Escola de Samba Flor da Mocidade.  Em 1985, Helenice iniciou como porta-bandeira, por intermédio do saudoso Celso Amopa, depois ingressou no Cartolas de Prata, ocupando o disputado posto de rainha da bateria. O destino parecia estar traçado na vida de Helenice porque ela voltou a desfilar como porta-bandeira no Cartolas. Só que desta vez com mais técnica.

“O falecido Gilberto Chaiben foi muito importante porque ele me mostrava fitas de vídeo do Carnaval do Rio, e olhando eu fui aprendendo mais”, contou.

Passados alguns anos, Helenice foi para a União da Ilha dos Valadares também desfilando como porta-bandeira. Já em 1998, através das oficinas de artes carnavalescas com os profissionais do Rio de Janeiro, ela aperfeiçoou as técnicas. “Nós achávamos que o que fazíamos estava de bom tamanho, mas no curso foi como se aprendêssemos tudo novamente”, recorda. 

Uma das épocas marcantes na carreira de Helenice aconteceu de 1996 a 2001, quando carregou o pavilhão do ‘Acadêmicos do Litoral’.  Na verde e rosa parnanguara Helenice fez história e ao sair do Acadêmicos ela participou de uma reunião, que serviu para fundar uma nova escola de samba em Paranaguá:  ‘Filhos da Gaviões’.

Sendo uma das fundadoras, ela desfilou como porta-bandeira apenas na estreia depois passou a bandeira para o casal Nayara e Willian (seu filho). Na mesma época, ano de 2001, ela foi convidada por Mágico Junior para defender as cores do ‘Leão da Estradinha’, onde permaneceu até 2014 como porta-bandeira.

Por motivo de saúde (intervenção cirúrgica no fêmur), hoje ela participa do desfile apresentando o casal de mestre-sala e porta-bandeira, que são seus filhos (Willian e Simone), função que lhe enche de orgulho.

Helenice é filha da dona Maria de Lourdes, que recebeu o título de Cidadã do Samba, em 2010. Helenice é mãe de Simone Sant’Anna (também porta-bandeira) e mãe de Willian Sant’Anna (mestre-sala) e a neta, a pequena Giovanna, de 11 anos, segue os mesmos passos, garantindo mais uma geração para o Carnaval parnanguara.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta