Connect with us

Artigos

Relações descartáveis

Um dado que passa despercebido é o aumento de números de animais de estimação no Brasil…

Publicado

em

Passeando pelas ruas de Joinville, vi uma cena muito rara, um casal de idosos no maior chamego, andando de mãos dadas na maior felicidade. Hoje, está cada dia mais difícil de ver esta cena nas médias e grandes cidades brasileiras. O número de casais se separando já é maior do que o número de pessoas com coragem de enfrentar um matrimônio. Meu bem, viram meus bens e as juras de amor antes ditas, agora são manifestações de rancor e imbróglios que terminam geralmente com muito sofrimento nas barras dos tribunais.

Um dado que passa despercebido é o aumento de números de animais de estimação no Brasil, já são 50 milhões de cães e 30 milhões de gatos, vemos inúmeros Pet Shops prosperando, o que literalmente denota que, para muitas pessoas, melhor conviver com animais do que se arriscar novamente em uma desilusão amorosa.

O mercado já se atentou para esta mudança de comportamento e são vários os lançamentos para o público solteiro, desde flats minúsculos e porções individuais nas prateleiras dos supermercados.

Esta nova forma de comunicação contemporânea via web está criando um perfil de indivíduos denominados cyberdependentes. Segundo os pesquisadores, pessoas com um grau enorme de insatisfação e ansiedade.

O filósofo e sociólogo Sygmunt Bauman alerta com seu conceito de relações líquidas, vivemos tempos líquidos, nada é para durar! A fragilidade e a superficialidade das relações humanas estão atualmente privilegiando o celular e a web, nos privando das relações sociais.

A falta de comprometimento, o sentimento de impermanência e a baixa resiliência levam o indivíduo a abandonar relações como se descarta um copo plástico, típico de quem vive na sua bolha e não sabe se colocar no lugar do outro, não tem empatia e não entende suas emoções.

O que Bauman postulava na verdade até o fim da sua vida foi a solidez nos relacionamentos, o verbo amar deve vir acompanhado de várias palavras como respeito, admiração, empatia, muita parceria e cumplicidade.

Penso que regredimos emocionalmente e cada vez mais vemos pessoas frias, sem se importar com o que acontece fora da sua bolha. Não creio que uma pílula da felicidade seja a solução em uma sociedade 5.0, em evidente regressão emocional.

Como diria o inesquecível João Gilberto: Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho! Prefira nas suas escolhas alguém que te mereça e faça feliz. Se alguém consegue te tirar do sério ao ponto de você cogitar uma agressão, mantenha sua autoestima e saia fora, ninguém merece esse tipo de relação.

Do poeta Jean Cocteau uma constatação: O verbo amar é difícil de conjugar, seu passado não é simples, seu presente não é indicativo e seu futuro é sempre condicional.

Por Guilherme Guimbala

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.