Logotipo

Barreado resgata gastronomia da colonização do Paraná

29 de julho de 2017

Restaurante de Paranaguá está entre as referências do país

Compartilhe

Norma Santos de Freitas é uma daquelas pessoas apaixonadas pela cultura, história e tradição da cidade de Paranaguá. Este carinho a levou a buscar o resgate de uma comida típica da cidade e região, o barreado.

O nome do prato vem da expressão 'barrear' a panela, com um pirão de farinha de mandioca ou de cinza, impedindo que o vapor escape e o cozido não seque depressa, uma herança ao mesmo tempo luso-brasileira e indígena, o barreado já era consumido há pelo menos 200 anos na região, marcando especialmente a festa do entrudo, o antecedente do Carnaval.

INTERESSE CULTURAL

A empresária Norma conta como nasceu o interesse pelo prato. “O barreado tem referências nos livros históricos, como por exemplo, os soldados que voltavam da guerra, que, mesmo tristes, não dispensavam comer o barreado, dentre outras pontuações da história que reforçam que o barreado é daqui. Há aproximadamente 21 anos, começamos a perceber que o prato estava perdendo a sua característica que é o cozinhar lentamente em panela de barro durante 24 horas, pois o barreado é um prato único, não se mistura com outros pratos, é igual à feijoada com outros pratos na mesma mesa. Quando realizamos eventos, fazemos questão de deixar os frutos do mar em um local diferente do barreado, eles são servidos separados”, explica Norma, lembrando que este resgate iniciou quando José Maria de Freitas, seu marido, foi secretário de Cultura de Paranaguá. “Vendo as referências através do trabalho que o meu marido exercia, e de seu trabalho no Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá, acompanhávamos quase todos os eventos que aconteciam na cidade, e o meu cunhado, então comandante do 9.º Batalhão da Polícia Militar, foi o responsável e grande incentivador para que eu montasse o empreendimento, com a finalidade de resgatar o prato típico aqui de Paranaguá, envolvendo mais a parte cultural deste resgate que a comercial”, enfatiza.

Neste período, Norma destaca que seu empreendimento, já conquistou 15 Estrelas no Guia Quatro Rodas, sendo que no ano de 2012, foi estrelado entre os 20 melhores restaurantes referências dentro da gastronomia do País.

ORIGEM DA CIDADE

“De lá para cá, nós, através de um grupo, estamos lutando para que este barreado seja tido não como de uma cidade só, optamos por dizer que é o barreado do litoral do Paraná, que a origem de tudo é aqui em Paranaguá, pois é um prato que aproxima as famílias, é um prato típico do litoral do Paraná e não de uma cidade só”, afirma Norma.

Várias personalidades, empresários e canais de gastronomia já estiveram conhecendo o local e acabam levando. “Poderia ficar falando muito tempo a este respeito, pois nestes mais de 20 anos, muitas pessoas de fora de Paranaguá já vieram conhecer o barreado. Para se ter uma ideia, certa vez perguntei a um casal de ingleses como foi que encontraram o restaurante, e eles informaram que leram em um Guia em Londres, Newsweek, e como iam à Ilha do Mel, que é o nosso grande atrativo para o mundo, aproveitaram para conhecer o prato. E através do Porto de Paranaguá, que recebia muitas pessoas que vinham ao Brasil para negociar, chineses, japoneses, australianos, enfim de muitas partes do mundo já experimentaram e levaram este sabor típico do nosso barreado. Procuramos resgatar a cultura da região e isso é o que vale, você poder falar que é um prato típico de nossa região”, relata.

 


Barreado é destaque no livro Expedição Brasil Gastronômico

 

Para minha surpresa, o curador do livro que fez uma expedição gastronômica, no Brasil, e que estava lançando no programa Encontro da Fatima Bernardes, falando que faria o lançamento na bienal do Livro da França e depois na Flip em Parati, onde tive a grata menção em quatro páginas, em um dos melhores guias mundiais, onde está escrito lá Casa do Barreado – Paranaguá. Isso é um trabalho que foi feito e precisa ser aproveitado, por todos nós, através de uma união, pois acreditamos que apesar de tudo, os indicadores econômicos começam a ficar positivos. Sei o potencial que nossa região tem e acredito nisso, e tenho a convicção que quando todas as forças se unirem seremos um grande polo e a cidade e região ganhará muito com isso”, finaliza Norma, que é proprietária da Casa do Barreado, diretora financeira da Adetur Litoral e sócia-fundadora e atual presidente do Conselho Municipal de Turismo de Paranaguá.


Colunistas