conecte-se conosco

Política

Cida pauta gestão pelo rigor técnico, disciplina e responsabilidade

Mais de 2,5 mil pessoas participaram da solenidade de tramsissão de carga, no Palácio Iguaçu, em Curitiba (Foto: Orlando Kissner/ANPR)

Publicado

em

 

A governadora Cida Borghetti tomou posse na sexta-feira, 6, e reforçou que vai administrar o Estado com harmonia, unidade e humildade. Ela disse que a condução do governo será pautada pelo rigor técnico, a disciplina legal, a responsabilidade fiscal, honestidade intelectual e a idoneidade moral. “Com esta diretriz, todo o resto se torna mais fácil para quem faz e transparente para a sociedade”, sustentou.

Primeira mulher a ocupar o Governo do Estado, Cida disse que a tarefa é dar continuidade e aperfeiçoar as ações da gestão. “Trabalhamos muito para transformar o Paraná e vamos buscar os melhores índices de prestação de serviços e indicadores de governança”, disse ela. “Estamos no meio de um trabalho, não no fim”, afirmou ela na solenidade de transmissão do cargo, realizada no saguão principal do Palácio Iguaçu, em Curitiba, e que reuniu mais de 2,5 mil pessoas.

Primeira mulher a ocupar o Governo do Estado, Cida disse que a tarefa é dar continuidade e aperfeiçoar as ações da gestão (Foto: Arnaldo Alves/ANPR)
 

No seu primeiro pronunciamento como chefe do Poder Executivo do Paraná, Cida reafirmou compromissos assumidos em 2014, como vice-governadora da gestão de Beto Richa, e destacou metas de governo. “Estou bem consciente das expectativas que acompanham minha posse como primeira mulher a governar o Paraná. Por isso, reafirmo o compromisso de manter, continuar e aperfeiçoar tudo o que o Paraná tem, e de construir o que ainda não tem”, declarou.

Ela ressaltou que fará uma gestão municipalista e pautada pelo apoio mútuo entre governo e sociedade. “Vamos administrar buscando o equilíbrio para cada demanda e cada situação. O bom governo é aquele que exerce a autoridade com celeridade, justiça e responsabilidade”, disse. “Reafirmo o compromisso de realizar um governo municipalista, focado no apoio a todas as cidades, porque é lá que as pessoas vivem”.

RECONHECIMENTO

O Paraná, disse Cida, é hoje um exemplo para o País, pelas finanças equilibradas e contas em dia. Ela afirmou que, a exemplo de seu antecessor, as medidas continuarão em vigor no Estado. “Beto Richa teve atitude de estadista ao colocar o futuro do Paraná acima dos interesses pessoais e políticos. Sabemos que há muito a ser feito e que sempre haverá espaço para melhorar o que já foi feito”, afirmou Cida.

SECRETARIADO

Na solenidade de posse foram nomeados novos secretários de Estado. Silvio Barros fica à frente da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e assume interinamente a chefia da Casa Civil. A chefia de gabinete será ocupada por Lucília Felicidade Dias. A Secretaria da Saúde será ocupada por Antônio Carlos Nardi.

A coronel Audilene Rosa de Paula Dias assume o Comando-Geral da Polícia Militar, substituindo ao coronel Maurício Tortato, que passa a chefiar a Casa Militar. O novo chefe do Estado-Maior será o coronel Elio de Oliveira Manoel.

NA ASSEMBLEIA

Ao assinar o termo de posse perante os deputados estaduais, a governadora afirmou que é da colaboração que se pode colher o melhor para a sociedade. 

A defesa do relacionamento harmonioso e produtivo entre os poderes foi a tônica do pronunciamento de Cida Borghetti na Assembleia Legislativa. Em cerimônia oficial, conduzida pelo presidente da Casa, deputado Ademar Traiano, com a presença de todos os deputados estaduais, Cida assinou o termo de posse no Governo, prestou juramento à Constituição Estadual e reforçou sua disposição e abertura ao diálogo.

“Quero o diálogo com os Poderes, porque é da harmonia e da colaboração que se pode colher o melhor para a sociedade”, enfatizou a governadora. “Sei que poderei contar com grande apoio da Assembleia, assim como os deputados poderão sempre contar com o nosso governo. Quero o diálogo com o Poder Judiciário, com o Tribunal de Contas e com o Ministério Público, por onde passam questões complexas do interesse público”, enfocou.

Ademar Traiano lembrou o início da carreira política da governadora como deputada estadual e sua sensibilidade em compreender as necessidades da população. “Sempre teve boa convivência com o parlamento estadual e implementará essa mesma prática, para que os poderes possam estabelecer uma relação harmoniosa em prol dos paranaenses”, afirmou ele. “O Paraná estará muito bem em suas mãos, para que possamos continuar construindo pontes, organizando a sociedade e estabelecendo como meta maior a boa convivência para construir oportunidades ao povo paranaense”, afirmou Traiano.

RENÚNCIA

Na carta de formalização da renúncia ao cargo, lida pouco antes da posse de Cida Borghetti, Beto Richa também destacou a boa relação entre os poderes durante sua gestão, enfatizando o apoio da Assembleia Legislativa.

CIDADES

A governadora reafirmou sua postura municipalista e disse que o compromisso com o diálogo se estende aos 399 prefeitos do Paraná e aos milhares de vereadores. “Sou defensora intransigente das cidades e dos cidadãos. Por minhas experiências no Parlamento, sei que demandas importantes passam pelas câmaras municipais, que serão nossas parceiras”.

A governadora ressaltou também o apoio da bancada federal em Brasília, reforçando a importância da atuação. “Fui deputada federal e dirigi o escritório de representação do Paraná em Brasília. Com essa experiência, reconheço a importância da bancada federal e as oportunidades que proporciona ao Estado”, afirmou, lembrando que o Paraná contribui muito e merece mais recursos do Governo Federal.
 

Fotos: Orlando Kissner e Arnaldo Alves / ANPR

AEN

Continuar lendo
Publicidade

Em alta