conecte-se conosco

Polícia

Trabalhador vítima de choque elétrico não resiste

Equipes do Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Militar deram atendimento à ocorrência

Publicado

em

Alexandro Triandafilou, de 43 anos, que na manhã de sexta-feira, 30, recebeu uma descarga elétrica quando trabalhava em uma construção na Avenida Roque Vernalha, Porto dos Padres, em Paranaguá, não resistiu aos ferimentos. Ele faleceu na tarde de segunda-feira, 3, no Hospital Regional do Litoral, onde estava internado desde o acidente, que provocou a amputação de um braço e uma perna.

De acordo com informações de testemunhas, Alex Grego, como era conhecido, devido sua nacionalidade, teria encostado uma barra de ferro no fio de alta tensão da rede de energia elétrica, em frente à construção onde estava trabalhando. Ao receber a descarga, ele teve as mãos e os pés queimados.

Na ocasião, uma equipe da PM, que estava em patrulhamento pela região, foi abordada por populares, os quais informaram que um homem, que trabalhava na construção, havia sofrido uma descarga elétrica ao encostar uma barra de ferro no fio de alta tensão.

Os militares foram ao local e encontraram Alexandro caído na marquise da obra, a uma altura de seis metros do solo, e a barra de ferro ainda encostada na fiação elétrica.

Imediatamente foi acionada uma equipe da Copel, para o desligamento da energia. O Samu e O Corpo de Bombeiros também foram ao local para o resgate de Alexandro, o qual foi retirado do local em uma maca e, em seguida, colocado em uma ambulância e transportado para a unidade de saúde, onde permanecia internado.

 


Além de trabalhar na construção civil, Alexandro era músico

 

O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) para exames complementares e, até o encerramento desta matéria, permanecia na unidade, aguardando documentação para ser liberado e providenciado o sepultamento. Além de trabalhar na construção civil, Alexandro era músico.

 

 

FOTOS: Colaboração/WhatsApp

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress