conecte-se conosco

Polícia

Preso suspeito de matar filho de empresário

Rodrigo Oliveira da Silva, de 30 anos, foi assassinado a tiros na manhã do dia 21 de abril do ano passado, na Vila Rute.

Publicado

em

Policiais militares do 9.º Batalhão prenderam, na tarde desta quarta-feira, 8, Herique Mendes Alves, de 20 anos, contra o qual havia um mandado de prisão pela morte de Rodrigo Oliveira da Silva, de 30 anos, que foi assassinado a tiros na manhã do dia 21 de abril de 2016, na Rua Alípio dos Santos, na Vila Rute. 

A prisão foi realizada após uma denúncia do local onde o rapaz estaria escondido, na Rua das Paineiras, Vila Santa Helena. As equipes policiais foram até a frente da moradia indicada e avistaram Herique, que ao perceber a movimentação policial tentou fugir pelos fundos do terreno, acessando o Rio Emboguaçu, onde uma equipe já aguardava em uma embarcação prevendo esta rota de fuga.

Na tentativa de fugir, o rapaz dispensou objetos e indicou que dentro da residência havia outros objetos de origem ilícita. Na ação foi apreendido um revólver calibre 32, além de munições intactas de calibres 32 e 38, balança de precisão, celulares, relógios, faca e dinheiro que estava dentro de uma bolsa de origem duvidosa.

Durante a ação ainda foi abordado um homem de 29 anos, o qual estava de posse de uma motocicleta com chassi e número de motor raspados. Ainda foi localizado um adolescente de 17 anos, o qual se identificou como proprietário da moto. Todos os envolvidos foram encaminhados, junto com tudo que foi apreendido, à 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá para que fossem tomadas as providências necessárias.

 

CRIME

 

Rodrigo foi assassinado na manhã do dia 21 de abril, logo depois de sair de uma casa noturna para levar uma moça na casa dela. O casal estava acompanhado de um amigo do rapaz, o qual dirigia um veículo Fiat Strada, placa ATD-6387, de propriedade do pai da vítima.

Em suas declarações à polícia, o motorista do carro contou ao chegarem próximo de onde a moça reside, uma motocicleta se aproximou e, enquanto Rodrigo descia do veículo, houve um disparo de arma de fogo. O amigo, que estava dirigindo o veículo, contou que acabou acelerando e deu a volta no quarteirão e ao retornar encontrou Rodrigo caído no chão e imediatamente acionou o socorro, mas ele não resistiu, entrando em óbito no local.

Após a perícia criminal o corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi apurado que Rodrigo foi morto com três tiros, que atingiram nuca e cabeça. Ele era filho de Ricarte Siqueira da Silva, proprietário de uma empresa de locação de empilhadeiras e considerado por todos que o conheciam como um bom rapaz.

Outro suspeito de participar do crime, pilotando a moto que também era ocupada por Herique já tinha sido preso na época do crime, o qual teria sido motivado por questões passionais. 

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress