conecte-se conosco

Polícia

Corpo de homem assassinado a tiros permanece no IML

No fim de semana, casa onde ocorreu o crime foi incendiada

Publicado

em

Até a manhã desta terça-feira, 5, permanecia no Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, o corpo de um homem que foi assassinado a tiros na semana passada, em uma casa na Rua Diomar Renato Cunha, bairro Tabuleiro, em Matinhos.

O crime ocorreu no final da tarde de quarta-feira, 30, e, em decorrência da cena que foi encontrada no local do crime pela polícia, tudo indica que a vítima estava jogando baralho quando foi assassinada.

Na sexta-feira, 1.º, a casa onde ocorreu o homicídio foi incendiada. O Corpo de Bombeiros foi ao local por volta das 19 horas e conseguiu controlar as chamas. Ninguém ficou ferido.

 

CRIME

Por volta das 17h50 do dia 30, a Polícia Militar foi informada sobre os disparos de armas de fogo e, imediatamente, uma equipe foi ao local junto com o Samu, o qual constatou que o rapaz já estava em óbito.

Ao entrarem na residência, os militares verificaram que a vítima morreu em um sofá, com cartas de baralho na mão e que havia outras cartas espalhadas pelo chão.  O local foi isolado para o trabalho da perícia criminal e, em seguida, o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal de Paranaguá, para exames complementares.

 

SUPOSTO

Durante as diligências, uma mulher foi até a casa e reconheceu a vítima como sendo seu primo e que o suposto nome seria Fabiano da Silva, mas, até o encerramento desta matéria, o corpo permanecia no IML, aguardando familiares para a identificação oficial.

Na vizinhança, ninguém soube informar o que teria acontecido, mas informações repassadas pelas redes sociais relataram que várias pessoas estavam dentro da casa, quando um homem armado entrou e abriu fogo contra a vítima.

 

 

 

FOTOS: Colaboração/WhatsApp

Continuar lendo
Publicidade






plugins premium WordPress