Connect with us

Pensar Verde

Cadê a árvore que estava aqui?

Já na pré-escola realizamos a famosa experiência da semente de feijão plantada sobre o algodão para que possamos acompanhar o seu crescimento.

Publicado

em

Esta pergunta muitas vezes é feita por nós porque acabamos, direta ou indiretamente, mantendo uma relação afetiva com as árvores. Já na pré-escola realizamos a famosa experiência da semente de feijão plantada sobre o algodão para que possamos acompanhar o seu crescimento. Neste momento enxergamos o mundo vegetal como parte de nossa existência neste planeta.

Várias frutas de nossa alimentação são colhidas em árvores, porém esta percepção pode vir apenas com mais idade nas aulas de ciências aonde aprendemos as partes de um vegetal. Com o passar do tempo passamos a ter relações de aventura ao tentarmos escalar nelas e também percebemos o quanto é prazeroso podermos desfrutar sua sombra. Percebemos então de maneira muito lúdica o quanto é estreita a nossa relação fauna/flora e que fazemos parte de uma grande “sopa de biodiversidade”.

O desafio é entendermos a dinâmica da arborização urbana e como ela pode afetar tecnicamente a nossa qualidade de vida. Esta dinâmica deve ser desenhada nos Planos Municipais de Arborização Urbana. Compete às Secretarias Municipais de Meio Ambiente sensibilizar os prefeitos sobre a importância da realização destes estudos a fim de que tenhamos a gestão correta de nossas árvores.

Estes planos deverão contemplar um levantamento detalhado de quais são as espécies, quantas são e qual o estado fitossanitário das árvores existentes no município para que haja um planejamento que evite acidentes e mortes. Também competirá ao estudo orientar sobre quais espécies deverão ser plantadas para que gradativamente ocorra uma adequação haja vista que, provavelmente, existam árvores inadequadas para a região em que foram plantadas.

O planejamento de arborização urbana serve de ferramenta para que possamos tornar as cidades mais acolhedoras, saudáveis e seguras. Devemos mobilizar a sociedade para que todos os municípios realizem os seus Planos e sigam no caminho do bem-estar de seus munícipes. 

Por Raphael Rolim

Continuar lendo