conecte-se conosco

Obituário

Paranaguá se despede de dona Milene

Considerada a matriarca do carnaval, ela fez história nos desfiles de escolas de samba

Publicado

em

Dona Milene Gomes faleceu de causas naturais na  manhã desta segunda-feira, 16, aos 93 anos, em Paranaguá. Considerada a matriarca do carnaval parnanguara’, ela deixa uma história de vida na cidade que lhe adotou ainda na  década de 1940.

Seu corpo será velado a partir das 13h desta segunda-feira (16), na capela mortuária do Centro. O sepultamento está marcado para 9h de amanhã, no Cemitério Nossa Senhora do Carmo.

Trajetória 

Dona Milene sempre assumiu com vitalidade seu papel como presidente da escola de samba que ela fundou no início da década de 70, o Acadêmicos do Litoral.  Nasceu  Em Laguna no interior de Santa Catarina, em meio ao samba como ela sempre contou, porque seus pais eram sambistas.

Em entrevista para a Folha do Litoral News em janeiro de 2019 ela ressaltou que chegou em Paranaguá e de imediato se envolveu com o carnaval.  Em sua cidade ela trabalhava  na plantação de café.

Dona Milene encontrou em Paranaguá muitas pessoas que assim como ela também eram apaixonadas pelo carnaval.  Iniciou no “Império do Samba” e mais tarde fundou os “Arrumadores” juntamente com seu marido Pedro Gomes (falecido). O Império desfilou até os anos 60 e ela participava fazendo a ala das baianas. Fazia todo o bordado a mão.

Parte da diretoria dos Arrumadores e do Império se juntaram e fundaram em 1973 o Acadêmicos do Litoral. Foi sua ideia colocar na escola as cores verde e rosa porque sempre foi mangueirense de coração.

Dona Milene sempre destacou que sua família mantém viva a tradição. Isso porque toda a família está na escola, desfilando, tocando na bateria ou ajudando de alguma forma.

A sambista costumava sempre dizer que a cada ano é uma emoção diferente, mas ficou muito emocionada quando o enredo foi  “A guerreira do ano 2000”. O samba foi criado por Luci Tavares e sacudiu a avenida dizendo... “a menina chegou, com muita paz e muito amor, sua vida é um livro aberto, seu passado tem valor…”. Dona Milene ficou muito feliz por ser homenageada em vida.

Outro momento que ela sempre citava foi em 2011 quando o Acadêmicos do Litoral trouxe para a avenida o enredo “Reino dos Espelhos”. Ela foi destaque no último carro alegórico com a frase ‘Dona Milene, reflexo do carnaval paranaense. Uma lição de Vida’.

“Foi um momento lindo mas eu sempre preferi ir no chão sambando. Gosto de sentir o povo mais de perto. Nos últimos anos tenho desfilado no carro porque minhas pernas não me ajudam mais. Enquanto eu estiver viva quero estar na avenida. Sou feliz com paz no coração. Nasci no samba, me criei no samba e vou morrer no samba. O samba é minha vida e a ala das baianas é o meu coração”,

com essas palavras ela encerrou a sua última entrevista.

 

O presidente da União Municipal das Associações de Moradores de Paranaguá, Mário dos Santos, destacou que  Dona Milene Rosa foi acima de tudo uma grande lider comunitária.

"Foi presidente da associação de moradores da vila Cruzeiro por muitos anos e foi integrante da diretoria da UMAMP . Em nome das lideranças comunitárias de Paranaguá a UMAMP deixa registrado nossas condolências a família".

 

O prefeito Marcelo Roque enfatizou que dona Milene era um ícone do carnaval.

"Estou muito triste com essa informação que recebi logo cedo. Fica o legado de uma dedicação imensa ao nosso Carnaval. Ela foi uma pessoa que inspirou várias gerações. Seu trabalho vai ficar para sempre em nossas memórias”, declarou o prefeito.

 

 

 

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress