conecte-se conosco

Maçonaria

A Independência do Brasil e a Maçonaria

Assim como inúmeros feitos em prol da Nação pela Maçonaria, a Independência foi o  maior feito, mas a influência decisiva da Maçonaria na…

Publicado

em

Assim como inúmeros feitos em prol da Nação pela Maçonaria, a Independência foi o  maior feito, mas a influência decisiva da Maçonaria na Independência do Brasil é um assunto pouco comentado fora dos círculos maçônicos e, apesar da ampla documentação existente a este respeito, é difícil encontrar entre os leigos aqueles que conhecem o mínimo sobre este assunto. Em 1822, a maçonaria brasileira estava dividida em duas grandes facções. Ambas eram favoráveis à independência, mas a corrente liderada por Joaquim Gonçalves Ledo defendia ideias republicanas e a outra, de José Bonifácio de Andrade e Silva, acreditava em manter Dom Pedro em regime de monarquia constitucional. E, por interesse em vigiar as diversas correntes políticas da época, Dom Pedro participou ativamente das duas facções. Joaquim Gonçalves Ledo vinha sendo o mais enérgico incentivador da Independência no meio maçônico. Por diversas vezes encaminhou manifestos e exortações a Dom Pedro, ressaltando os pontos positivos da conquista da soberania brasileira. 

O então Maçom Dom Pedro I na madrugada de 7 de Setembro, voltando de Santos, quando encontrava-se na colina do Ipiranga, as margens de um riacho, quando foi surpreendido pelo Major Antonio Gomes Cordeiro e pelo ajudante Paulo Bregaro, correios da corte, que lhes traziam noticias enviada com urgência pelo seu primeiro ministro Jose Bonifácio. Dom Pedro, apos tomar conhecimento dos conteúdos das cartas e das noticias trazidas pelos emissários, pronunciou as seguintes palavras:

“As cortes me perseguem, chamam-me com desprezo de rapazinho e de brasileiro. Verão agora quanto vale o rapazinho. De hoje em diante estão quebradas as nossas relações, nada mais quero do governo português e proclamo o Brasil para sempre separado de Portugal, INDEPENDÊNCIA OU MORTE.”

A Independência do Brasil foi realizada a sombra da acácia, cujas raízes prepararam o terreno para isto. A Maçonaria teve a maior parte das responsabilidades nos acontecimentos literários. Não há como negar o papel preponderante desta Instituição Maçônica na emancipação do Brasil.

 

Yassin Taha

Deputado Federal do GOB

Continuar lendo
Publicidade