conecte-se conosco

Ilha do Mel

Capitania dos Portos exige revitalização do trapiche de Nova Brasília na Ilha do Mel

Estrutura que serve de acesso a turistas e moradores desabou no final de dezembro e deve ser reformada pelo IAP

Publicado

em

Nesta semana, a Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos do Paraná (CPPR), notificou o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), ente estatal, para que seja realizada a reforma do trapiche de Nova Brasília, na Ilha do Mel, em Paranaguá. A estrutura desabou no último dia 30 de dezembro, afetando turistas e moradores que acessam o espaço, que recebe centenas de embarcações durante a temporada de verão. Ainda não há data definida para que o trapiche seja revitalizado, no entanto a Capitania destaca que até a terça-feira, 17, o IAP deverá prestar esclarecimentos à autoridade marítima quanto ao estado precário do local. 

Segundo a Assessoria de Comunicação Social e Relações Públicas da CPPR, foi feita uma inspeção naval no trapiche de Nova Brasília no dia 31 de dezembro de 2018, quando foi constatada a má conservação da estrutura. “O proprietário foi notificado para providenciar o reparo. Qualquer reforma  em  obras  ou  equipamentos  como  portos,  cais,  píeres,  molhes,  trapiches, marinas  e  similares  deverá  ser  precedida  de  comunicação  formal  à  Capitania  dos  Portos,  que avaliará a necessidade da realização de novo processo de apreciação dependendo de seu vulto. As manutenções podem ser executadas independente de comunicação formal à Capitania dos Portos, desde que não implique em alteração na obra ou equipamento que já possua parecer favorável”, explica a assessoria.
A Capitania dos Portos está realizando a Operação Verão 2018/2019 nesta temporada, que intensifica as chamadas Ações de Fiscalização do Tráfego Aquaviário. “Neste contexto, a equipe que atuava na Ilha do Mel verificou as más condições do referido trapiche e realizou a notificação”, explica.

 

EXIGÊNCIAS

“A responsabilidade da Capitania é a Salvaguarda da Vida Humana no Mar, a Segurança da Navegação e a Prevenção da Poluição por Embarcações. Considerando que o trapiche dá o acesso de terra para a embarcação, foi realizada a notificação para apresentar condições de proporcionar um embarque seguro para os passageiros. A responsabilidade da Marinha, segundo as Normas da Autoridade Marítima para Obras, Dragagens, Pesquisa e Lavra de Minerais sob, sobre e às margens das Águas Jurisdicionais   Brasileiras (NORMAM-11/DPC), abrange somente questões de ordenamento do espaço aquaviário e a segurança da navegação”, explica a Capitania dos Portos, sobre as exigências feitas e responsabilidade da Marinha na questão do trapiche e no transporte aquaviário no litoral.

De acordo com a Marinha do Brasil, toda a obra realizada, incluindo trapiches que estejam às margens das águas jurisdicionais brasileiras, estando em vias navegáveis da jurisdição nacional, algo que depende de parecer da Autoridade Marítima que é emitido na região pela CPPR. “A fiscalização dos trapiches objetiva verificar se os trapiches possuem o parecer favorável, quanto a questões de ordenamento do espaço aquaviário e a segurança da navegação”, completa.

Segundo a CPPR, foi concedido o prazo de oito dias úteis a partir da notificação, para que o IAP compareça à Capitania dos Portos e presta esclarecimentos quanto às más condições da estrutura. “A CPPR estimula a população para auxiliar a fiscalização para a segurança da navegação, salvaguarda  da vida  humana no mar e prevenção da  poluição  hídrica  a partir de embarcações. A população  pode  encaminhar  denúncias  e  informações  no  Disque-Segurança  da  Navegação:  (41) 3721-1542 ou pelo e-mail do Fale Conosco: [email protected]”, finaliza a assessoria. 

O IAP afirma que o trapiche teria cedido por não ter suportado acúmulo de pessoas e que irá realizar a reforma da estrutura nos próximos dias.
 

Foto: Felipe Andrewsz/Arquivo Pessoal – Facebook

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.