conecte-se conosco

Litoral

Calamidade pública é decretada em Guaratuba devido às contínuas falhas do serviço de travessia marítima

Notificação será entregue à empresa exigindo cumprimento de obrigações

Publicado

em

Na terça-feira, 13, uma balsa que realiza a travessia da baía de Guaratuba apresentou problemas mecânicos, ficando à deriva, parando em um banco de areia e tendo que ser rebocada por um ferry boat durante cerca de 40 minutos, com normalização do serviço só ao fim da tarde. A situação foi divulgada por usuários nas redes sociais, gerando uma cobrança à empresa BR Travessias, responsável pelo serviço de travessia marítima no município, tanto pelo incidente, quanto pelas filas de veículos ocorridas nos últimos dias. No fim da tarde de quarta-feira, 14, o prefeito Roberto Justus se pronunciou sobre o incidente, criticando o serviço prestado pela empresa, exigindo melhorias e decretando estado de calamidade pública em Guaratuba.

“O decreto que acabo de assinar apenas formaliza uma situação que todos nós guaratubanos e as pessoas que frequentam a nossa cidade estamos constatando há várias semanas, o real  estado de calamidade pública em que se encontra o serviço de travessia marítima sob a baía de Guaratuba. Aquilo que em um primeiro momento poderia parecer apenas um dissabor em razão dos atrasos nas filas extrapola todos os limites, oferecendo risco à integridade física dos usuários”, afirma o prefeito Roberto Justus em transmissão divulgada nas redes sociais da Prefeitura, argumentando que a atual empresa que opera o Ferry Boat de Guaratuba está cometendo erros sucessivos.

Prefeito Roberto Justus fixou prazo de 48 horas para o cumprimento desta notificação, “sob pena de tomarmos todas as medidas cabíveis, inclusive, se necessário, a determinação da suspensão das atividades prestadas pela empresa”, acrescenta

Justus afirma a necessidade de decretar estado de calamidade pública para que o serviço prestado na travessia não continue apresentando falhas, ressaltando a ocorrência de balsas à deriva e encalhadas na baía. “Tivemos a sorte, inclusive, que essas balsas tenham sido empurradas para as águas internas da baía, mas não podemos contar com isso para todas as situações, sendo que, se a balsa fosse levada para as águas externas, para a nossa barra, o alto-mar, muito provavelmente poderíamos estar enfrentando uma grande tragédia, um naufrágio, quem sabe até com mortes”, ressalta.

“O decreto de calamidade pública vem justamente para que possamos ter liberdade e mais condições de tomar medidas mais severas como, por exemplo, a notificação que entregamos a pouco para a empresa concessionária onde estamos exigindo uma reapresentação de todos os documentos necessários para alvará e também os atestados de vistoria das embarcações, com comprovantes de que esta empresa está cumprindo todas as obrigações assumidas no contrato de concessão”, destaca o prefeito, fixando o prazo de 48 horas para o cumprimento desta notificação, “sob pena de tomarmos todas as medidas cabíveis, inclusive, se necessário, a determinação da suspensão das atividades prestadas pela empresa”, finaliza. 

BR Travessias

A BR Travessias informou, por meio de sua assessoria, que ainda não foi notificada e que se pronunciará quando isso ocorrer. 

Foto: Arquivo

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.