Connect with us

Infraestrutura

Consórcio de municípios paranaenses recebe máquinas para asfaltar ruas

Ministro da Integração, Elder Barbalho, participou da solenidade que entregou 10 máquinas especiais para pavimentação

Publicado

em

O Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar) vai assumir a produção de tubos de concreto, especiais para galerias pluviais, que serão destinados para os municípios associados a preços inferiores aos oferecidos pelo mercado. Um ato realizado na manhã do dia 28, em Londrina, formalizou a assinatura de um protocolo de intenções que vai possibilitar o repasse de uma unidade de produção que está desativada na cidade de Arapongas (Norte do Estado). O local é do Instituto das Águas do Paraná, ligado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente, órgão do Governo do Estado. Com o repasse da unidade, o Cindepar pretende começar a produção até o final do ano.

O protocolo foi entregue pelo governador Beto Richa (PSDB) ao presidente do consórcio, Antônio Carlos Lopes, prefeito de Astorga, durante solenidade realizada na Sociedade Rural do Paraná, que foi prestigiada por mais de 270 pessoas, entre prefeitos, vereadores e demais autoridades da região.

 

MINISTRO PRESENTE 

O ponto alto da solenidade, porém, foi a presença do ministro Elder Barbalho (Integração Nacional) e do deputado federal Alex Canziani (PTB), idealizador do consórcio, além de Richa. Os ministros Osmar Serraglio (Justiça) e Ricardo Barros (Saúde) também foram prestigiar o evento, além da vice-governadora Cida Borguetti (PP) e do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP).

Barbalho veio especialmente para fazer a entrega de 10 novas máquinas e equipamentos, que vão integrar o parque de máquinas do consórcio. “É uma honra muito grande fazer parte e colaborar com esta importante iniciativa, que é o consórcio”, destacou o ministro.

As oito máquinas especiais para pavimentação e recape asfáltico, entre usina de micropavimento e outras, foram adquiridas com R$ 2,5 milhões liberados pelo Ministério através de emenda parlamentar do deputado federal Alex Canziani e do senador Álvaro Dias (PV) no Orçamento da União. Canziani obteve R$ 2 milhões e Dias, mais R$ 500 mil. O Cindepar aplicou também outros R$ 385 mil de contrapartida para complementar as aquisições.

 O deputado Alex Canziani, por sua vez, enalteceu os esforços para realizar a concretização do Cindepar:  “É do sonho que fazemos a realidade, e não vamos parar por aí não, o consórcio vai adiante, inclusive na realização de cursos de capacitação e reciclagem para os servidores dos nossos municípios”, salientou o parlamentar paranaense, lembrando que o Cindepar estará realizando uma parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) para realizar os cursos.

 

O CONSÓRCIO 

Criado em 2013, o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná surgiu para atender às demandas de pavimentação asfáltica nos municípios da região norte-central paranaense – na época era o Consórcio Intermunicipal de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano da Região de Astorga (Cindast). Todo o maquinário do Cindepar é utilizado em favor dos municípios consorciados, obedecendo a critérios técnicos.

Idealizado pelo deputado federal Alex Canziani, o consórcio adquiriu usinas automotivas de pavimentação e implantou centenas de milhares de metros quadrados de asfalto em quase cinquenta cidades da região, através do modelo de micropavimento. Somente em 2016 o Cindepar fechou o ano recapeando um milhão de metros quadrados.

 

 

Atualmente o consórcio é composto por 123 municípios. Hoje tem 16 máquinas e equipamentos orçados em R$ 4.541.249,67, incluindo três usinas de micropavimento, uma de “Pré-Misturado a Frio” (PMF), dois caminhões, duas máquinas (destocadora e extrusora), dois rolos compactadores e dois tanques-pipas. A maior parte dos recursos é do Governo Federal, obtida por intermédio de Canziani e de Álvaro Dias.

 

 CRESCIMENTO E ECONOMIA 

Em 2014, poucos meses após a criação, foram feitos recapes asfálticos em apenas sete municípios. No ano passado este número chegou a 18, e apenas nos quatro primeiros meses deste ano o consórcio já atendeu 18 cidades. Segundo o diretor-executivo do Cindepar, Arquimedes Ziroldo, nesta modalidade de consórcio é possível economizar até 70% nos custos dos insumos e serviços: “Não temos conhecimento da existência de outro consórcio do gênero no Brasil”, salienta o diretor executivo.

Hoje o Cindepar vive nova fase e abre um novo eixo de ação: além da linha de pavimentação asfáltica, o Cindepar está iniciando ações como intercâmbio de informações e cooperação técnica, científica, acadêmica e cultural, incluindo a realização de cursos de capacitação e aperfeiçoamento de servidores e dirigentes dos municípios consorciados, conforme anunciado por Canziani.

DEPUTADOS ESTADUAIS 

O evento foi muito prestigiado, até porque o Cindepar fez, no local, uma atrativa demonstração da aplicação do recape asfáltico, utilizando uma das ruas da Sociedade Rural. Quem também marcou presença no ato foram os deputados estaduais Alexandre Curi (PMDB), Thiago Amaral (PSB), Cobra Repórter (PSC), Tião Medeiros (PTB) e Luiz Cláudio Romanelli (PSB).

 

Continuar lendo