conecte-se conosco

Eventos

Arte solidária em prol de Poro

Poro de Jesus está passando por um tratamento de saúde

Publicado

em

De 21 a 23 de junho, às 20h, acontece no Teatro Rachel Costa, o evento beneficente em prol do artista Poro de Jesus. A intenção é arrecadar fundos para custear as despesas para o tratamento de saúde.

Vários artistas do litoral estarão se apresentando nos três dias no tempo máximo de 20 minutos. Estão programadas apresentações musicais (voz e instrumental), teatro e dança.

Sarita é uma entrevistadora espanhola atrapalhada e cômica levando o público às gargalhadas com seus improvisos. Outra novidade é a exposição dos trabalhos do fotógrafo Ivan Ivanovich, os quais estarão na entrada do teatro.

De acordo com Sueli Costa, amiga do artista e colaboradora do evento, é muito importante que todas as pessoas colaborem neste momento.

“O Poro representa para nós uma importante referência cultural. Por muitos anos ele vem lutando para manter acesas as tradições e artes populares, através do resgate de nossa identidade cultural”, ressaltou.

Vários artistas estão mobilizados para realizar o evento e arrecadar o suficiente para colaborar no tratamento de saúde.

“Serão três dias de espetáculos em formato de talk show ao estilo altas horas, com entrevista, música, teatro e dança. A adesão dos artistas foi surpreendente, o que mostra o quanto Poro é querido pelas mais variadas áreas das artes. Só uma pessoa com o grande coração que ele tem poderia realizar tal feito”, destacou o amigo e diretor de teatro, Julio Cristiano.

Um dos músicos que estará no palco do Rachel Costa é o cantor Aroldo Amer.

“Convido a população a prestigiar esse evento que tem uma causa nobre em prol de uma pessoa que sempre ajudou a cultura parnanguara e hoje precisa do nosso apoio”, destacou Amer.

Outras informações podem ser obtidas com Nayara Soares, um das organizadoras do evento, pelo telefone (41) 9998-6292. Os ingressos estarão à venda no teatro das 14h às 17h. O valor é R$10.

 

UMA VIDA LIGADA ÀS ARTES

Eloir Paulo de Jesus, o popular Poro, se destaca no cenário cultual através do resgate da cultura popular. Em 1999 iniciou as pesquisas juntamente com Aorelio Domingues em torno da Folia do Divino. Das pesquisas à reativação foi um passo e hoje, após quase um século a Folia do Divino é uma realidade no litoral do Paraná. O interesse em manter acesa a cultura popular foi além, e o Poro participou da criação da Associação de Cultura Popular “Mandicuera”, grupo que resgata e divulga manifestações como a Folia do Divino, o Boi de Mamão, Terço Cantado e o Fandango.

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta