Connect with us

Entrevista

Diretora da Apae fala de seu amor pela educação especial

Cláudia Valéria Kossatz Lopes e Silva atua há 30 anos nesta modalidade de ensino

Publicado

em

Cláudia Valéria Kossatz Lopes e Silva nasceu em Curitiba e veio ainda recém-nascida para Paranaguá. É graduada em pedagogia e pós-graduada em Educação Especial e Psicopedagogia. Iniciou no magistério em 1984. Sua paixão pela educação especial começou em 1988 quando foi convidada para atuar na Apae.
Sua vida profissional é marcada por várias conquistas em torno de uma causa que ela considera sua grande motivação diária. Cláudia Valéria é casada com o empresário Henrique Cezar Plaisant da Paz e Silva, mãe de dois filhos, Guilherme e Gustavo, um é formado em engenharia mecânica e outro, em Direito, ambos residem em Curitiba. Nesta entrevista, ela fala sobre as atividades em torno da educação.  Confira:

 

Folha do Litoral News: Atualmente, a Apae atende quantos alunos? Quais serviços são realizados?

Cláudia:  A Escola Maria Nelly Picanço, Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial, mantida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Paranaguá – APAE, presta atendimento atualmente a 344 alunos com deficiência, na faixa etária de 0 a 38 anos, que apresentam Deficiência Intelectual, Múltiplas Deficiências e TGD (Transtorno Global do Desenvolvimento). Destes alunos, 122 estão inseridos no Programa de Educação Infantil, de 0 a 3 anos nas turmas de Estimulação Essencial e de 4 a 6 anos nas turmas de Pré-Escola. No Ensino Fundamental são atendidos 189 alunos de 7 a 16 anos. Os alunos com mais de 16 anos estão na Educação de Jovens e Adultos. Em todos os programas são ofertadas aulas especiais de Educação Física e Arte e atendimentos específicos nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, estimulação visual e assistência social. É oferecido também atendimento clínico nas áreas de neuropediatria e psiquiatria. 

Folha do Litoral News: Qual é a estrutura da Apae atualmente? 

Cláudia:  A Apae investe constantemente na ampliação de sua estrutura e na melhoria das suas instalações para ofertar aos seus alunos um atendimento de qualidade. Nosso espaço físico, já não contempla a real necessidade da instituição, pois a demanda de matrículas novas, principalmente na Educação Infantil, cresce anualmente, visto que, somos a única escola no município que realiza atendimento especializado para essa faixa etária. 

Folha do Litoral News: Antes de ingressar na Apae, a criança passa por triagem? 

Cláudia: Recebemos crianças encaminhadas por diversos setores: educação, saúde, assistência social ou até mesmo algum amigo ou familiar que conhece o trabalho da Apae. Ao chegar à instituição, esses pais realizam uma entrevista com a psicóloga que atende as famílias, quando é marcada uma avaliação com a equipe multiprofissional: pedagoga, psicóloga e quando necessário fisioterapeuta, fonoaudióloga e terapeuta ocupacional. Após, é realizado um estudo de caso em que são discutidos todos os aspectos avaliados e se há ou não necessidade da criança ser matriculada na instituição. Fazemos então uma devolutiva para os pais e todos os encaminhamentos e orientações necessárias.

Folha do Litoral News: Como é dirigir um estabelecimento de ensino que atende crianças especiais? 

Cláudia: Ao considerar as especificidades e características dos educandos atendidos por esta instituição, é possível dizer que temos que ser muito “criativos”. Atingir o objetivo de obter resultados efetivos e relevantes não é uma tarefa fácil, e sim complexa, árdua e, por que não dizer, desafiadora. A grande demanda de encaminhamentos de educandos novos à instituição obriga-nos a reorganizar a escola constantemente, bem como a diversidade de diagnóstico, os quais temos que procurar recursos diferenciados de modo a atender a essas demandas. O trabalho desenvolvido na instituição vai muito além da questão pedagógica, uma dinâmica que envolve arrecadação de recursos, elaboração de projetos e, principalmente, o estabelecimento de parcerias.     Como atendemos as áreas de educação, saúde e assistência social, precisamos ser eficientes, mas sem nunca perder a sensibilidade.

Folha do Litoral News: Quais projetos realizados contribuem para o desenvolvimento dos estudantes? 

Cláudia: Atualmente oferecemos aos nossos educandos os projetos: Maculelê, Jiu-Jítsu, Bocha Adaptada, Método de Terapia Intensiva e Pediasuit, Método das Boquinhas, Comunicação Alternativa, Inclusão Digital e Sala Cor. Fazemos também um trabalho de prevenção com a comunidade.

Folha do Litoral News: Os eventos beneficentes contribuem para a manutenção da Apae. Fale um pouco sobre isso. 

Cláudia: Mantemos convênio com o Poder Público (Municipal, Estadual e Federal), entretanto, para mantermos a qualidade que exige um custo muito elevado, e da diversidade de diagnóstico, faz-se necessário buscarmos outras formas de arrecadação de recursos e isto só é possível através da realização destes eventos. No sábado, 10, a partir do meio-dia, estamos realizando o almoço com costela fogo de chão no literário campestre. O valor é de R$ 35,00 com acompanhamento de arroz, maionese e salada. Venham almoçar conosco ou levem para casa.  

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.