conecte-se conosco

Educação

ISULPAR – esclarecendo dúvidas à Comunidade Acadêmica

Nota oficial

Publicado

em

Primeiramente, esclarecemos à Comunidade Acadêmica e demais interessados a diferença entre ÍNDICE GERAL DE CURSOS (IGC) e CONCEITO INSTITUCIONAL (CI).

O IGC refere-se à somatória dos índices que compõem a avaliação dos cursos existentes nas IES e fundamenta-se, prioritariamente, à performance do aluno quando submetido ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE).

 O CI refere-se à avaliação da Instituição de Ensino, abrangendo o universo das instalações físicas, corpo docente, estrutura curricular, biblioteca, laboratórios e demais insumos necessários às atividades dos cursos de nível superior, legalmente autorizados pelo Ministério da Educação.

Quando consultado o site do MEC, qualquer leigo poderá ser informado dos valores relativos ao IGC e ao CI de qualquer INSTITUIÇÃO DE ENSINO LEGALMENTE AUTORIZADA A FUNCIONAR,  EM TERRITÓRIO NACIONAL.

Alguns veículos de imprensa, certamente como leigos no assunto, não souberam discernir valores e, consequentemente, analisar com critérios objetivos, a realidade do mundo universitário brasileiro, depreciando instituições comprometidas com a seriedade e com seus compromissos com a sociedade.

Senão vejamos:

AS IES devem oferecer aos estudantes toda a infraestrutura necessária para o desempenho profissional de qualidade em suas futuras carreiras, somatória da estrutura física e pedagógica e, principalmente, do corpo docente titulado, o que será avaliado como CI ou Conceito Institucional.

O ISULPAR apresenta CI = 3, conforme valores expressos no site do MEC.

OS ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR de qualquer Faculdade, periodicamente, mas sem generalizar, são submetidos ao ENADE, resultando no IGC ou ÍNDICE GERAL DE CURSOS da Instituição.

O ISULPAR apresenta atualmente IGC = 2.

Observe-se que, nas últimas avaliações do ENADE, as médias dos alunos refletiram  queda do IGC de 3 para 2, tendo sido submetidos ao Exame alunos dos Cursos de Direito, Sistemas de Informação e Pedagogia.

O quadro foi agravado quando 9 alunos que participaram indevidamente do ENADE, os quais que cursavam disciplinas avulsas pertencentes aos Cursos de Geografia e Turismo (cursos não mais ofertados e, portanto, extintos), obtiveram média 1.

Neste universo, a exceção foi o resultado no exame ENADE, obtido pelos alunos do CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, com CONCEITO 3.

Entretanto, em anos anteriores, o IGC do ISULPAR apresentava resultados mais convincentes, tendo todos os cursos obtido conceito 3 ou mais.

Sem determinar  causas e efeitos e, sob a ótica da infraestrutura e de outros insumos, é difícil entender um resultado discente desta natureza, uma vez que temos instalações comparáveis às melhores Instituições do País. Detemos de tecnologia adequada e dispomos de 3 laboratórios de TI, disponíveis para uso de professores e alunos. A Brinquedoteca (laboratório experimental e de observação) é de uso contínuo pelos alunos dos Cursos de Pedagogia e Gestão Hospitalar. Nossa Biblioteca, constituída de acervo quantitativo e qualitativo, oferece no mezanino, ambiente para leituras individuais e salas de estudos em grupo e 10 computadores disponíveis, compondo ambiente de leitura para consulta e pesquisa.

Outros laboratórios de alta tecnologia estão em fase de implantação, como o Laboratório de Fotografia, destinado aos Cursos de Comunicação e Arquitetura, e o novo Laboratório de TI, preparado para a utilização dos softwares específicos de  alguns Cursos.

Os Laboratórios de Maqueteria e Conforto Ambiental, específicos para o Curso de Arquitetura e Urbanismo, serão utilizados, futuramente, pelos alunos e professores da 1.ª Turma, ainda em 2017.

Nossos alunos são acolhidos em salas de aulas confortáveis, com TV e climatizadas em sua maioria, e sendo aguardado em breve a inauguração de um anfiteatro com capacidade para 300 pessoas e disponibilidade de todas as ferramentas necessárias ao bom desenvolvimento do ensino/aprendizagem e atividades culturais diversas.

Na área docente, os professores, em sua grande maioria, detêm o título de Mestre, que é exigência do MEC para lecionar no Ensino Superior.

Então, o PORQUÊ  desta avaliação com Conceito 2 ? REFLEXO DO ENADE? Fizeram parte deste cálculo seis cursos, sendo que alguns não foram bem nas avaliações, como por exemplo, os alunos do Curso de Direito. O que não entendemos é que esses mesmos alunos fizeram o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que consiste em uma avaliação muito mais complexa que o ENADE, e tiveram um desempenho acima da média nacional, obtendo aprovação para suas atividades profissionais. O que nos remete a pensar que, como no ENADE não existe vínculo de qualquer natureza acadêmica, por exemplo, a nota para os alunos pouco importa, pois não é inserida no histórico ou no diploma, faltando de certa forma, um comprometimento maior em relação à Instituição.

Os cursos ofertados pelo ISULPAR recebem continuamente, avaliações feitas pelo MEC para obter  autorização e reconhecimento.

 São avaliações “in loco” e, em todas as  realizadas,  o ISULPAR obteve conceito 4, resultado das propostas pedagógicas, infraestrutura, habilitação dos professores, entre outros quesitos. As notas variam de 1 a 5 e ficamos muito próximos da NOTA MÁXIMA.

As fragilidades, que existem em todas as Instituições, estão sendo corrigidas e estabelecidas como compromisso assumido com o MEC, e com nossa Comunidade Acadêmica com o objetivo de melhorar os serviços prestados pela IES.

O êxito das atividades universitárias está diretamente ligado ao desempenho dos Coordenadores dos diversos cursos, que poderiam atuar junto aos alunos, com a finalidade de despertar a conscientização da responsabilidade a ser assumida  junto à INSTITUIÇÃO DE ENSINO, QUE IRÁ EXPEDIR SEUS DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO.

Ao longo desses 16 anos de atividades acadêmicas, a história dos egressos confirma uma atuação relevante para a prática profissional. Muitos são os graduados pelo ISULPAR que revelam uma brilhante carreira profissional, são muito bem-sucedidos, até no exterior. Isso nos motiva a termos orgulho do ISULPAR e não será uma avaliação insatisfatória que irá nos abstrair das atividades acadêmicas que venham a melhor qualificar nossos acadêmicos.

PROF. IVAN DE MEDEIROS PETRY MACIEL

Diretor de Graduação

Continuar lendo
Publicidade