conecte-se conosco

Turismo

Movimentação de turistas triplica no Litoral na segunda semana do cruzeiro

Foram cerca de 1.300 pessoas recepcionadas nesta sexta-feira, 8 e 400 na semana passada

Publicado

em

Com segunda parada do navio, movimento de turistas no litoral é três vezes maior que o da semana passada / Foto: SETU-PR

A segunda parada do navio de cruzeiro Lirica, da MSC, em Paranaguá, já mostrou uma movimentação três vezes maior de passageiros em trânsito, ou seja, de turistas aproveitando os atrativos das cidades do Litoral. Foram cerca de 1.300 pessoas recepcionadas nesta sexta-feira, 8, e 400 na semana passada, quando começaram os embarques e desembarques para esse segmento. 

Além de movimentar o turismo local, o objetivo do Governo do Estado ao viabilizar a parceria com a empresa MSC é oferecer um canal mais fácil de embarque em navios cruzeiros. Nas duas primeiras semanas todas as cabines foram preenchidas.

Os turistas que passaram a sexta-feira no Paraná foram para a Ilha do Mel, andaram por Paranaguá ou fizeram o passeio do trem Caiçara (Morretes-Antonina). No Centro Histórico de Paranaguá, o Governo do Estado, por meio de convênio com a Adetur Litoral e a prefeitura da cidade, disponibiliza um local para recepção, venda de atrativos e produtos locais dos sete municípios do Litoral.

A família Altamirano, original de Santiago (Chile), escolheu a Ilha do Mel como passeio.

“Ofereceram esse tour para a ilha a bordo do navio, e o local atraiu pelas praias e belezas naturais”, contou Francisca Inserrato Altamirano, a mais jovem do grupo. 

As gêmeas Sonia e Laura Cataldo vieram de Mar Del Plata (Argentina) e adoraram a recepção que tiveram na Praça Mario Roque. Posaram para fotos, e junto com outro grupo de portenhos dançaram ao som do fandango. “Muito rica a cultura local”, disseram.

Foto: SETU-PR

Um grupo de oito amigos de Araranguá, município próximo a Criciúma, em Santa Catarina, optou por permanecer em Paranaguá e experimentar um pouco da gastronomia típica. Acabaram na Casa do Barreado, restaurante familiar da chef Norma Santos.

“Nas viagens eu sempre gosto de experimentar pratos locais, e gostei muito do barreado”, disse Tassia de Matos Sombrio, integrante do grupo.

Naturais de Curitiba, Geni de Oliveira e Albari Venâncio de Oliveira ficaram satisfeitos com a proximidade do embarque.

“Na outra viagem, pegamos um voo de Curitiba e fomos até São Paulo para embarcar. Quando ficamos sabendo que sairia um navio de Paranaguá nos interessamos na hora e compramos a passagem”, destacou Geni.

Segundo a Adetur, centenas de empregos foram gerados no Litoral com a vinda deste novo segmento.

“Esse é o início de uma grande história. Fizemos todo o esforço necessário para receber os turistas e fazer com que tenham vontade de indicar o Paraná para outras pessoas”, disse o secretário do Turismo, Marcio Nunes.

Foto: SETU-PR

RETORNO

As primeiras passageiras que embarcaram no navio no último dia 1° retornaram com a sensação de “quero mais” após a semana em alto mar. Saindo de Paranaguá, o passeio faz a rota com paradas em Itajaí (SC), Punta del Este (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina), retornando na sequência a Paranaguá.

“Pena que tem que ir embora. Que aumente cada vez o número de navios aqui no Paraná”, disse a professora aposentada Margarete Bazia.

A executiva de negócios Luana Perissute, de Curitiba, também retornou nesta sexta-feira da sua jornada de sete dias a bordo do Lirica.

Foto: SETU-PR

“Foi o primeiro cruzeiro que fiz. Descemos em todos os lugares em que o navio parou para conhecer também, foi uma experiência incrível”, disse.

A dona de casa Vera Mercia Gonçalves Canani, de Caxias do Sul (RS), desembarcou do navio no Paraná para voltar para casa, e conta que antes do embarque conheceu Paranaguá, Morretes e Antonina.

“Eu tinha o sonho de fazer o passeio de trem de Curitiba a Morretes, fiz e amei. É uma paisagem maravilhosa”, destacou. 

Fonte: AEN

plugins premium WordPress